Sobre conto de fadas

Vovófada

A cada dia que passa, me surpreendo mais e mais com o que ocorre por aqui no .marca. Tenho que confessar que NUNCA poderia imaginar o que seria produzido por todos vocês aqui.

Sempre acreditei que em um blog, a melhor parte são os comentários. Não importa quão bom seja um artigo, pois sem os comentaristas, esse conteúdo perde sua parte mais valorosa: a abertura para o diálogo – a troca de idéias. Aqui no .marca, cada buzinada é –parafraseando a Paula– mais um ingrediente que todos nós adicionamos para fazer um bolo super gostoso, em que todos tem o seu pedaço garantido.

Quando a idéia de criar bonecos de forma coletiva passou pela minha cabeça, pensava que conseguiria criar um toy novo por semana; mas vocês reconstruíram essa idéia, transformando uma ilustração em uma história maravilhosa, que a cada comentário vai sendo desenvolvida.

sobre conto de fadas

Nós todos decidimos que a história da Fabine com a Vovólima iria tratar com o mundo fantasioso, mas eu pensava que seria algo mais comum -um mundo sob o ponto de vista de uma criança- mas o último comentário da Ana Didi, me deixou totalmente surpreso e perplexo, pois nem em meus maiores sonhos, poderia imaginar o que ela conta de forma maestral:

Um bela tarde de inverno, com aquele solzinho fraco mas que deixa o dia tão bonito, Fabine estava na cozinha da casa da Vó Lima e elas estavam preparando um chá com bolo.
Fabine colocava a mesa enquanto a vovó tirava o bolo do forno:
– Vó, vou pegar a xícara de florzinha azul que eu gosto, tá?
– Pegue minha filha, pegue – responde a vovó meio distraída com seu bolo
Fabine sobe na cadeira, e se estica toda para alcançar a xícara que estava mais ao fundo no armário e…
-Vó!! Tem uma meia dentro da xícara!
– O que Fabine??
– Uma meia vó, ói só!
E pega a xícara pra mostrar
O Quaqui que se enroscou dentro da xícara e se cobriu com as orelhas pra se esquentar , ao ser acordado assim de repente de seu sono profundo, abre os olhos todo tonto, com olherinhas que nem tem gato quando acorda , e enfia a cara pelo meio das orelhas pra olhar para a cara de Fabine que arregala os olhos e fica muda.
E ficam os dois se olhando, mudos.
Vovó, que mesmo ocupada com o bolo, sabe que criança quieta é o maior perigo, se volta para olhar e ri um sorriso de orelha a orelha:
– Ah…é o Quaqui. Deixa ele menina senão ele vai pular no seu cabelo e se enroscar todo.
A vovó já sabia que o Quaqui adora se enroscar no cabelo das pessoas , o que é bem agradável diga-se de passagem. Nada melhor do que cafuné de Quaqui, mas isso sempre causa uma enorme confusão capilar e a vovó não estava disposta a de novo arrumar o cabelo da Fabine. Ao menos não agora, na hora do chá.
– Desce daí menina, senão você acaba caindo. E pega o potinho debaixo da pia pra ele comer um pedaço de bolo.
Fabine, de tão maravilhada com seu achado, desce da cadeira segurando a xícara com as duas mãos enquanto o Quaqui coça a orelha com o dedão do pé, dá dois espirros e com um gritinho de alegria pula no cabelo de Fabine.

Com esse pequeno conto, descobri que a Vovólima é um daqueles poucos adultos que enxergam a cobra engolindo o elefante; dentro da sua casa a magia e a imaginação afloram, pois assim como uma criança, ela não tem preconceitos de adultos; ela consegue imaginar o mundo dos contos de fada como algo real, presente em sua vida. E é por isso que ela e a Fabine se dão tão bem, afinal, ambas falam a mesma língua.

Micro-concurso e mais um espanto

Outra coisa que eu nunca pensei que poderia acontecer, foram as reações referentes ao conto da Ana Didi. Pense comigo: se você está concorrendo para ganhar um prêmio, você apoiaria o seu concorrente? Acredito que a maioria diria não, mas o que pude observar foi exatamente o contrário: os “concorrentes” comentaram que ela deveria ganhar – que ela merecia. Aonde que você já viu isso?

Em tempo: se vocês concordarem, eu darei por encerrada o nosso mini-concurso; pois o Quaqui já tem dona! X) Afinal, a Ana Didi mudou todo o nosso mundo!

Realmente acredito que aqui é um lugar especial. Tão especial que até em uma situação de rivalidade, as pessoas se apóiam. É disso que o mundo precisa mais a cada dia

Um grande abraço,

.faso

8 comentários sobre “Sobre conto de fadas

  1. ana_didi disse:

    faso
    Eu acredito em Quaquis :)
    Seres especiais que a gente encontra por aí nos cantos desse mundo, muitas vezes olhamos e pensamos: Ah, é só algo comum, só um par de meias enrolado…ou …é só mais uma pessoa, nesse mundo cheio de gente.
    Mas podemos ter surpresas agradáveis como cafuné de Quaqui…e encontramos um faso, Cristinas, Lillisas, Marcelas, Paulas, Pacos…tantos!
    O mundo pode ser essa banalidade cheia de coisas chocantes como vemos nos noticiários ou um conto de fadas cheio de personagens fabulosos e encantadores.
    Obrigado a você, meu querido amigo, por ter criado um lugar encantado.

  2. ana disse:

    todo mundo guarda uma mágica dentro de si… e são pessoas como vocês, do .marca, que acreditam e incentivam, e com isso acabam trazendo à tona pro mundo o que a gente tem de mais bonito.

    o parabéns é para os comentaristas, mas é de vocês também, que permitem a mágica acontecer!

    ana

  3. Lucas disse:

    Olá pessoal!

    Realmente a história tomou um rumo maravilhoso e criativo. Parabéns Ana Didi!

    Sobre o apoio dos “concorrentes”, isso é normal aqui, pois o desafio é criar a histórias mais criativa. E no final somos todos nós que ganhamos o/

    abraços!

  4. Rodrigo van Kampen disse:

    E eu queria ter mais tempo para apitar por aqui…

    Tãaaao corrida a minha vida esses dias que mal estou tendo tempo para fantasia, salvo no pedacinho de felicidade que encontro com um milk-shake no ônibus ou com o pôr do sol atrás dos prédios pelo vidro dos meus óculos escuros…

    Mas quando der eu grito aê!
    Ahn, e dá sim o Quaqui pra ela.

  5. .faso disse:

    Por mais que nós tenhamos criado um lugar para imaginação rolar, assim como é a casa da Vovólima, do que adiantaria ter tudo isso se a Fabine (vulgo “vocês”) não estivessem aqui para alegrar o ambiente?

    Mesmo ocupadíssimos e cheio de coisas mundanas para serem feitas, vocês voltam para o nosso cantinho… para dar suas ótimas e doces buzinadas!

    Um grande abraço a todos,

    .faso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *