Uma história sobre o nariz vermelho

Vovólima com um nariz vermelho de palhaço

Tudo bom? Após o hiato forçado na história da Vovólima -e ao apocalipse da internet aqui em São Paulo- eu gostaria de conversar com vocês – na verdade é propor algo interessante.

As histórias que nós estamos construindo aqui deram algumas pinceladas no mundo da Vovólima, mostrando como ela vive, o que ela gosta de fazer, um pouco da sua família, seus amores – enfim, tudo isso eram histórias (eu chamo de contos) para formar a base de algo maior.

Muitos daqui já comentaram a possibilidade de fazer um livro com as histórias da vóvis e confesso que essa idéia me atrai muito, afinal é uma ótima forma de criar e condensar um mundo próprio para a nossa querida senhora que adora verde.

Um livro verde com cabelos roxos

Com essas idéias em mente, quero propor aqui a construção de um livro, de forma coletiva, da Vovólima. O blog em si não mudará muito, mas vou tentar fixar os posts no conteúdo que irá formar esse livro.

Falo disso aqui por um simples motivo: alguns artigos irão ter um conteúdo repetido para você que sempre acompanha a história da Vovó, mas farei isso para que todo o conjunto em si seja coeso. É claro, se vocês não quiserem assim, eu omitirei essas partes no blog (mas irão parar no livro).

Essa história mexerá um pouco com algumas propostas que vocês lançaram para a Vovólima, mas acredito que o resultado final valerá a pena.

A trama e as inspirações

Como tudo o que é bom nessa vida, surgem de repente. No último sábado eu estava tomando banho e fiquei pensando em como montar um épico fantástico (ok! exagerei) para a Vovólima. Uma das minhas principais preocupações é que com o advento da Fabine, a Vovólima quase acabou em segundo plano – isso era algo que eu não gostaria que acontecesse. Após muito pensar, me surgiu a seguinte idéia:

“A Vovólima entra em uma missão para recuperar a sua neta que havia se transformado em uma boneca – lê-se “macaca amarela” – de pano.”

Foi uma mudança sutil, mas que, ao meu ver, abriu um novo mundo de possibilidades. Não sei se vocês se lembram que lançamos a idéia da Fabine achar um livro mágico em meio as calçolas da Vovólima e, ao manipular ele, ela se transforma em uma macaquinha amarela. Essa idéia é ótima, mas do modo como a conduzíamos iria por ofuscar a participação da vovó.

A nova história parte desse mesmo pressuposto, mas ao invés de virar uma macaca de verdade, a Fabine vira um brinquedo. Como a Fabine está passando as férias na casa da Vovólima, ela precisa fazer uma viagem ao mundo encantado dos contos de Fada para poder transformar a sua neta em humano novamente.

Se você percebeu, é quase um Pinóquio às avessas, com muitas doses de A Viagem de Chihiro e Castelo Animado, Coraline etc. mas protagonizado por uma vovó de verdade com uma neta que virou brinquedo.

Eu ainda não comecei a escrever, mas estou me baseando nas idéias que nós tivemos, como o mundo das Fadas existir dentro do centro urbano (na verdade, penso em trabalhar com um centro urbano paralelo), com novos seres mágicos inspirados nos contos e causos que ouvíamos quando éramos crianças.

O Nariz Vermelho

Agora você deve estar se perguntando o porque da vovó com um nariz vermelho. Calma! Ela não virará um palhaço ou algo do tipo, mas esse elemento (o palhaço) terá uma importância no rumo da história. É aquele tipo de coisa que o autor encrenca de que precisa ter e com o decorrer da história ele esperam conseguir colocar! XD

Agora quero saber de vocês – o que vocês acham? A idéia é legal? Posso meter a mão na massa? Buzinem!!

Abraços,

.faso

8 comentários sobre “Uma história sobre o nariz vermelho

  1. pedroca disse:

    manda ver :D tem tudo pra dar certo.
    a gente fala com os contatos que der,desde o hidrante até amigos que já escreveram livros tri legais e bola pra frente!

  2. Diego Ferrari Bruno disse:

    Esqueci de sugerir algo pro palhaço! sim. palhaço pode ser um amigo da fabine que no começo da história tem medo de palhaço mas ela a ajuda a a se salvar.

    Ou se vc quiser um palhaço mais “coringa” ele pode ser O CARA do mal!
    ele aprisiona a macaca fabine no mundo da fantasia para ela trabalhar no circo dele!

    Enfim, gosto das idéias shihiro mas que tal mudar isso um pouco?
    hummm só pra nao ficar muito na mesma.
    desculpe se nao acompanhei muito a história do começo mas o gato preto é só um gato? ele podia ter uma boa participação nisso tudo.. pra vó não ir sozinha. e nao ficar muito sinistro pro lado dela.

    vish acho q viajei firmeza. espero q tenha colaborado! fui!

  3. Rodrigo van Kampen disse:

    A idéia é muito boa sim!
    Principalmente se contar com a participação dos comentaristas oficiais do blog!
    Infelizmente acho que nem vou poder participar, pois estou numa fase meio conturbada aqui.
    Agora bora trabalhar!!!

  4. .faso disse:

    Pedroca – obrigado pelo apoio! X)

    Rodrigo – Nossa! Nem tinha pensado na possibilidade de que existem comentaristas oficiais aqui no .marca. Cara, é uma pena mesmo não poder contar com o seu apoio, mas saiba que estamos aqui de portas abertas para você! X)

    Diego – Um animação da vovó pode rolar, mas deve demorar um ‘cadim. Suas idéias é algo que já estamos discutindo há algum tempinho, mas isso me deu uma idéia: vou montar um guia da vovólima para quem não acompanhou todo o processo poder buzinar também.

    Um grande abraço,

    .faso

  5. má R. disse:

    eu gosto de toda idéia que você tem! nem dou pitaco.
    mas imaginei tb um livro da vovó que viesse com páginas em branco, e com desenhos para serem construídos/pintados, dela.
    dando um ar de HQ, gibi, sabe? e total diy. a pessoa daria vida a vóvis, levando-a pra dentro da sua vida. fazendo sua própria história.
    fazendo o cérebro se movimentar!

    we love vovolima!

  6. Laís disse:

    Nossa, Faso…
    Sabia que eu escrevi um conto bem parecido com a parte do livro mágico? hahahaha… Juro que não copiei…
    Na minha história, a avó (porque como eu já tinha feito pro meu avô,tava fazendo pra minha vó) cai dentro de um livro de contos de fada…
    A neta, Gabriella, tem que entrar pra salvar a avó das bruxas dos contos de fadas…
    Ahhh…
    Falta o final, ainda…Mas quando eu terminar, te mando!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *