Luz, câmera e vovólima – um teste

vovolima-chromakey

Agora a Vovólima está indo para as telinhas… ou quase isso.

Em um dia aparentemente normal, recebo uma mensagem via MSN – “está livre hoje a noite? Dei um mal-jeito nas costas e ficarei por aqui; porque você não vem aqui?” – e foi assim (ou mais ou menos) que um grande amigo me convidou para nos revermos.

Conheci esse amigo, o Diego do Sur10.net, na época do colégio (há uns dez anos atrás). Ele era -e é- um cara magricelo, com um gosto incomum para camisetas. Foi com ele que eu conheci a internet e a construção de sites, além de conhecer um grande amigo. Por motivos diversos, ficamos sem nos ver por um bom tempo, mas sempre mantivemos o contato pela via digital. Na quinta (sim, este post está atrasado) eu fui me encontrar com ele e aproveitei para levar a Vovólima na bagagem. Após muitas risadas, ele perguntou seu eu gostaria de filmar ela – fazer um teste para ver como ela sairia na tela. Com um pouco de receio, afinal não conheço muito dessas tecnologias modernas (risos), topei o desafio.

E o dito fundo verde

Uma das primeiras coisas que fizemos, foi armar um fundo verde -o chromakey– para poder filmar a vovó em ação e assim poder manipular o vídeo digitalmente, trocando o fundo por outros tipos de imagens.

vovolima-still-fundoverde

Como nunca havia feito isso, pensei que seria um processo rápido, mas para fazer um filme de poucos segundos, passamos mais de oito horas brincando com luz, câmera e com a Vovólima. Como a cor do fundo às vezes mais atrapalhava do que ajudava, tivemos que testar outras cores e a campeã foi o azul.

vovolima-still-fundoazul

Mas para que serviu tudo isso?

Tudo o que fizemos, desde o nosso reencontro ao trabalho em vídeo, abriu os nossos horizontes. Primeiro, porque descobrimos que a vovó é muito fotogência (risos) e que o verde e azul dela funcionam (sem atrapalhar muito) no vídeo digital. Em segundo, estamos bolando uma experiência -um “curta-curto”– com a Vovólima e crianças com deficiência auditiva. Ah! Quase me esqueci!

O Diego, juntamente com a Raquel (sua moça), administram um portal para pessoas surdas, o Sur10.net, uma forma de congregar, divulgar e apoiar o surdos perante uma sociedade que se esquece que não somos todos iguais. Um exemplo que me foi dito, e que eu nunca havia percebido, é que os cinemas não legendam os filmes brasileiros. Aparentemente isso não faz o menor sentido, mas como usufruir de um filme cuja a história não pode ser ouvida?

Então curtam esse nosso primeiro teste com a Vovólima se requebrando:

E como toda boa produção, ainda temos um extra de como foi feito um dos testes para o vídeo:

Um grande abraço,

.faso

9 comentários sobre “Luz, câmera e vovólima – um teste

  1. Diego Ferrari Bruno disse:

    D+! D+! D+! vovólima puppeteer! D+! D+! D+!
    foi um prazer filmar a nossa querida vovólima (tudojunto) durante toda a madrugada!

    O .faso acabou me dizer q disso sairá um ótimo caldo!
    mas não será verde! pode crer que não! rs rs… maldita lycra verde!

    aliás.. se alguém se interessar, tenho 12m de lycra verde florescente pra vender!

    Abraço!

  2. .faso disse:

    Se for caldo da Vovólima, certamente terá chocolate no meio! X)

    12m de lycra verde dá para fazer muitas calças de ginástica! (risos)

    Um grande abraço e vovólemos!,

    .faso

  3. clarinha disse:

    gente… a laís disse TUDO! em breve alguém vai aparecer com um contrato pra a vovó lima ganhar um programa de tv…

    que delícia esses vídeozinhos, faso! o problema é q deixaram a gente com água na boca – precisamos de mais!

    beijoca.

  4. Patricia disse:

    Eita! Que agora ninguém segura mais a Vovólima! Vai virar rápidinho uma estrela de hollywood! Ainda bem que já garanti a minha, pois depois disso vai ficar impossível conseguir uma! ehehheh

    Sorte! Sorte! Sorte!

    bjs+abraços

    Patricia

  5. .faso disse:

    Paula – Obrigado Paulinha!

    Laís – Será que vai ter um complô contra a Vovólima? Tipo Dona Benta e Palmirinha se unindo??

    Pedroca – weeeeeee! o/

    Clarinha – Nhum, será que devemos produzir um Vovólima show por aqui? X)

    Patrícia – Estrela pode virar, mas ela nunca se esquecerá dos amigos que a acompanham, apoiam e ajudam a caminhar em rumo a loja de chocolate!

    Um grande abraço a todos,

    .faso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *