Catecismo: feeds – porque assinar?

Eita! Fui só falar em feeds que ganhei mais dez assinantes! XD Agora são 28! Vou precisar de um ônibus para carregar todo mundo! (risos).

Mas como mais gente nunca é demais, vou repetir um post que coloquei lá no blog do blog (alguém visita essa sessão?), mas com uns temperinhos a mais.

Agora o que diabos é feeds? Para que isso serve e porque eu deveria assinar o blog mais jujubento da web?

FEEDs é uma facilidade que te permite receber o conteúdo de um site ou blog, sempre que ele for atualizado, sem precisar ficar visitando um monte de endereços, deixando todas as informações centradas em um único lugar. É o carteiro entregando o jornal na porta da sua casa!.

Você pode reconhecer se um site ou blogs tem FEEDs através do ícone laranja aí do topo (ou no lado direito, no caso do .marca) ou há algum link para o RSS (um tipo de feed). Como toda ação aqui do .marca se passa nos comentários, você pode inclusive assinar o Feed de Comentários e acompanhar o que o pessoal buzina por essas bandas.

Como usar essa biroda de “Feeds”?

Bem, se você se interessou pelo riscado, o primeiro passo é ter um programa (“agregador” para ser mais chique). Existem muitos sabores de agregadores, mas a que eu testei, gostei e recomendo é o Google Reader. Ele é de grátis (frofri), é muito bom e ainda ajuda o tio Google a dominar o mundo! XD

Minha tela do Google Reader - mais de 150 feeds assinados!

Minha tela do Google Reader - mais de 150 feeds assinados!

Feeds e além

Aqui no .marcamaria, os feeds irão um pouco além do normal: algumas promoções, ações coletivas e conteúdos exclusivos serão apenas exibidos para quem assina o nosso feed. Mas – tem sempre um “mas”- como nem todo mundo quer aderir a onda dos feeds, eu preciso perguntar:

Como você quer saber das novidades do .marca? – eu já fiz a pergunta no artigo anterior, mas pouquíssimas pessoas responderam (exatamente o pessoal dos Feeds!), por isso quero saber de todos como devo proceder. É só responder a pesquisa ali do lado, lá em cima debaixo da vovó.

Retornando, gostou dos feeds? Então o que está esperando o que para clicar naquela caixa laranja aí do lado? X)

Um grande abraço,

.faso

10 comentários sobre “Catecismo: feeds – porque assinar?

  1. .faso disse:

    Oi Marcello!,

    Seja bem vindo!!! Twitter!? Vige santíssima sagrada… eu até tenho um, mas aquele passarinho tá cheio de teias agora… hehehe

    Vamos ver se surgirá um twitter novo por aqui! X)

    Ah! Obrigado pelo elogio! Sinta-se em casa!!!

    Um grande abraço e volte sempre,

    .faso

  2. c!ran disse:

    Feeds, o que é?

    O termo Feed vem do verbo em inglês “alimentar”. Na Internet, este sistema também é conhecido como “RSS Feeds” (RDF Site Summary ou Really Simple Syndication).

    Na prática, Feeds são usados para que um usuário de internet possa acompanhar os novos artigos e demais conteúdo de um site ou blog sem que precise visitar o site em si. Sempre que um novo conteúdo for publicado em determinado site, o “assinante” do feed poderá ler imediatamente.

    Atualmente há 3 principais especificações para a criação de arquivos Feed:

    * RSS 1.0 – RDF Site Summary 1.0 (RSS-DEV).
    * RSS 2.0 – Really Simple Syndication 2.0 (Userland).
    * Atom (IETF).

    As versões RSS 1.0 e RSS 2.0 são diferentes, possuem duas organizações que trabalham separadas, isto ocorreu porque após a finalização do grupo de estudos do RSS da Netscape duas organizações continuaram o desenvolvimento separadamente, o que originou duas versões diferentes. A especificação Atom (RFC-4287) é a única publicada por um orgão normatizador, no caso a IETF. Resumindo arquivos Feeds são listas de atualização de conteúdo de um determinado site, escritos com especificações baseadas em XML. Os usuários incluem o link dos arquivos Feed em seu programa leitor de Feed (agregador) e recebem sem visitar o site as informações sobre as atualizações que ocorreram. Também é possível distribuir arquivos de áudio (podcasts), imagens e vídeo.

    Como usar?

    Com um programa chamado agregador de Feeds, você recebe as atualizações dos sites escolhidos sem ter que visitá-los.

    Já existem web sites que funcionam como agregadores de Feeds, mostram as atualizações no próprio navegador e assim dispensam a instalação de softwares específicos. Dentre eles podemos citar o Google Reader, o BlogLines, o BlogTok, o Origo, o Netvibes e o Feedys, há também o leitor de email com Feeds agregado, da organização Mozilla o Thunderbird, todos gratuitos. Pode-se utilizar o código do RSS ou Atom para divulgar informação de vários web sites numa só página web. O Firefox 2.0 e o Internet Explorer 7 também leêm Feeds.

    by Wikipedia XD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *