Abalú – por que as mulheres também se fantasiam de menininhas!

Acredito que hoje vou extrapolar a minha tacha de açúcar – excesso de jujubas para todos os cantos. Eu ainda não havia feito algo parecido com isso e todo o processo só demonstra como o meu cérebro é totalmente desconexo.

Na madrugada de sexta para sábado, estava conversando com a Má R. via MSN. Conversamos de tudo um pouco, moda, bonecos, música e vontades. Uma grande vontade que eu tinha era de criar uma boneca de uma menina super docinha, daquelas de matar diabético em hospital. Como estímulo para a criação, a minha amiga Milena iria comemorar seu aniversário no mesmo dia – então pensei em dar para ela uma menina super jujubenta.

No dia anterior (sexta-feira) eu fui entregar o Bebê Brócolis (abaixo) para a Julia Cabral – mineirinha jujubenta, acompanhada do seu divertido esposo, o Ig (escrevi certo?). Uma das coisas que me chamou atenção nela era o estilo das suas roupas (tio .faso repara nessas coisas, sei que é feio). Ela estava linda e com muita personalidade (usava um vestido xadrez por cima de uma roupa-que-eu-não-sei-o-nome de lycra preta, com botas longas de couro preto). Era “dark” ao mesmo tempo meninola. Aquilo me encantou de tal modo que quando comecei a conversar com a Má R., as imagens do encontro ficavam flutuando em minha mente.

Boneco do Bebê Brócolis, para Julia Cabral

Boneco do Bebê Brócolis, para Julia Cabral

Para aumentar a minha confusão mental, no meio da conversa via MSN, acabamos tocando do assunto Garbage.

Garbage, para quem não conhece, é uma maravilhosa banda de rock-pop criada por produtores musicais (como o Butch Vig, que já foi produtor do Nirvana) que eu simplesmente sou fã de carteirinha. Adoro as músicas, adoro os clips e adoro tudo e mais um pouco.

Isso tudo estava fervilhando em minha mente e logo quando me despedi da Má, fui dandar a desenhar.

Inspirações

No meio do nosso papo sobre o Garbage, me lembrei de um clip que eu adoro, o Vow. Nele a maravilhosamente ruiva Shirley Manson canta de roupa preta, usando um casaco de plumas vermelhas. Consegui achar uma pela imagem na Wikipedia para quem não pode ou não quer ver o vídeo:

Vow, Gabage (Shirley Manson em suas plumosas rojas)

Vow, Gabage (Shirley Manson em suas plumosas rojas - Fonte: Wikipedia)

A essa imagem eu somei a minha admiração pelo estilo dark-fofo da Julia Cabral e com a minha enorme vontade de fazer um boneco com blackpower. O resultado de tudo isso foi a meninola abaixo:

Ilustração da Abalú

Um fator decisivo para o seu formato é que eu não teria tempo de fazer os moldes da boneca, por isso usei os do Zumbigo para tal empreitada. Precisei comprar poucos materiais – o principal foi dois novelos de lã de 40g para fazer o cabelo, miçanguinhas e essas coisas de menininhas que você vê na foto (nem queira imaginar a minha vergonha de entrar numa loja rosa choque de biju, para comprar esses “frufrus” – acho que estou com a imagem comprometida aqui na Vila… X\).

No desenho, você já começa a notar as diferenças entre ela e o Zumbigo:

  • Os olhos não são de botão;
  • Não tem boca;
  • Tem uma saia;
  • Usa sapatinhos; e
  • Usa uma blusa peluda.

A idéia da blusa peluda e da saia são quase totalmente inspiradas nas vestes da Shirley Manson (foto anterior) – coloquei uma saia ao invés de uma calça, justamente por causa da Julia Cabral, que estava de vestido (se a boneca pudesse tirar a blusa peluda, ela estaria usando um vestidinho preto).

Metendo as mãos nos panos

Apesar de ser oriunda dos moldes do Zumbigo, a bichinha aí deu um certo trabalho, ainda mais que eu estava fazendo duas ao mesmo tempo (claaaaro que vou querer uma para mim! XP). Muitos dos materiais, como a pelúcia vermelha ou o pano da calcinha eram retalhos que eu ganhei, logo não estavam inteiros, o que me obrigava a calcular a melhor forma de aproveitar o que eu possuía.

Outro fator determinante é que eu queria que a saia ficasse independente do das pernas, mas presa ao corpo, permitindo ser levantada até a altura da blusa de pelúcia. Vocês não sabem como dá trabalho costurar brim preto, pelúcia vermelha e malha xadrez numa mesma pessoa – precisava fazer barrinha da saia, mudar de cor de linha a todo instante, costurar por fora e por dentro… bem, sei que toda essa brincadeira me custou umas seis horas de trabalho, somadas a duas horas para criar o blackpower tão sonhado.

E o resultado…

Abalu de Frente

Abalú de Frente

Eis a Abalú! Doce, serelepe e menininha. Ah! Quase me esqueci – por que “Abalú”? Bem, em uma conversa com a minha moça em que falávamos nomes dos futuros filhos, ela -sem querer- errou o nome que daríamos para uma menina, caso nascesse uma: trocou Analú por Abalú – aí a piada pegou! Quando precisei batizar a cria, o primeiro nome que me veio em mente foi esse. afinal boneca tem que ter nome de boneca – nada de “Maria Carmem”.

Abalú de costas

Abalú de costas

O cabelo da Abalú consumiu muitos, mas muitos pompons de lã. Eu parei de contar depois do décimo, mas foi preciso dois novelos de lá para dar cabo da cabeleira – mas valeu a pena!

Sim, temos calcinhas!!

Sim, temos calcinhas!!

Muito delicadamente pedi para ela mostrar a calcinha dela. No começo ela relutou, afinal era um super atrevimento da minha parte. Mas eu argumentei que se eu não colocasse a foto, ninguém ia acreditar que ela usava calcinha e todos iriam achar que ela andava peladinha.

Com o susto e com medo de pensarem besteira dela, ela permitiu eu que eu tirasse essa foto borrada (raio de macro!!! X\)

Fivelinha...

Fivelinha...

... pirainhas ...

... pirainhas ...

... e brinquinho, afinal sou uma moça vaidosa!

... e brinquinho, afinal sou uma moça vaidosa!

Valeu a pena todo o esforço. A aniversariante adorou o presente, descobri que é possível fazer um boneco com black (agora não tenho mais desculpas para me fazer) e, principalmente, nunca pensei que saísse algo tão fofim a partir de um Zumbi! X)

O que vocês acharam? Buzinem!!!

Um grande abraço,

.faso

Atualização: Será que a Abalú não poderia ser o que a Trilica quer ser?

6 comentários sobre “Abalú – por que as mulheres também se fantasiam de menininhas!

  1. má R. disse:

    esse post é literalmente a demonstação da mente de um artista.
    assim, mostra os caminhos que o levam ao resultado final.
    a maioria das pessoas não conseguem imaginar a quantidade de detalhes que podem vir a nos inspirar. :P

    adorei. abalú abalou e vai abalar mais!
    ela é uma blythe morena e com o “mohair”. linda, linda.
    tô aqui namorando os olhinhos “sorridentes”. ^_^’

    um beijo nituuuuuuuuuuuuu.
    lovo grande.

    jujubas!

  2. Julia disse:

    Nossa, comentou até meu figurinho… hehe. =)
    Muito bom te conhecer, senhor .faso! Vc jujubou a minha sexta feira!
    Veja que fotos fofenhas que vou te mandar por e-mail (pode publicar se quiser).
    bjos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *