Descobrindo o Curupira

O Curupira pelo .marcamaria

Ontem (ou hoje, depende da sua referência) antes de dormir, dei uma fuçada na web para entender um pouco mais sobre o mito do Curupira e me surpreendi com o que descobri. O mito do Curupira é uma das lendas mais antigas do Brasil. Tio Anchieta já relatava, em 1560, essa crença dos índios:

“É cousa sabida e pela bôca de todos corre que há certos demôniose que os Brasis chamam Corupira, que acometem aos índios muitas bezes no mato, dão-lhe açoites, machucam-nos e matam-nos. São testemunhas disto os nossos irmãos que viram algumas vêzes os mortos por êles. Por isso, costumam os índios deixar em certo caminho, que por ásperas brenhas vai ter ao interior das terras, no cume da mais alta montanha, quando por cá passam, penas de aves, abanadores, flechas e outras cousas semelhantes, como uma espécie de oblação togando fervorosamente aos Curupiras que não lhes façam mal.” (mortesubita.org)

Por causa disso, muitos estudiosos acreditam que o Curupira é uma lenda genuinamente indígena, pois ela é anterior a ocupação dos Europeus em nosso país.

O mito em poucas linhas

Basicamente o Curupira é uma entidade protetora da natureza; um ser que reprime os abusos do homem em seu ambiente, como a caça predatória ou corte desnecessário de árvores.

Como bem sabemos, sua principal característica é possuir os pés invertidos afim de despistar os caçadores de seu rastro. Entre os muitos artifícios que ele utiliza, destaca-se a imitação da voz humana e a desorientação das suas vítimas dentro da mata. Se ele se encanta por uma criança e a seqüestra, ela só tornará aparecer com a idade de 7 anos e nunca mais será a mesma, pois sempre quererá voltar para mata que o deixou encantado. Além disso o Curupira é um ser muito veloz (é o The Flash Brasileiro?) e -olha só- acabei descobrindo que ele é uma entidade mortal que é imortal (cuma?!).

Um Curupira pode morrer, mas se você bater o crânio dele em uma árvore, ele revive no mesmo instante, ou seja, nada de jogar futcrânico com o quengo dele na floresta.

Seu principal ponto fraco é ser muito curioso, tanto que uma artimanha para se livrar do Curupira é fazer uma bolinha de cipó com as extremidades escondidas e o desafiar a achar as pontas, o que dá tempo para pessoa fugir. Muitos índios, caçadores e seringueiros deixam na mata oferendas para o Curupira, pois desta forma poderão adentrar em seus domínios sem serem perseguidos pelo mesmo.

No quesito visual, o mais difundido é sua enorme cabeleira vermelha, mas há outras versões, seja com pêlos no corpo (olha só! Acertei sem querer!! XD) ou com casco de jabuti. Também é dito que sua pele pode ser morena (herança dos índios? Acredito que sim) e que ele pode apresentar dentes verdes que algumas índias adorariam usar como colar. Além disso ele é um anãozinho, sendo do tamanho de uma criança (ou dois palmos maior que a Sra. .marcamaria – risos).

Em um dos textos que eu encontrei, foi apresentado um Curupira evil, que caça, mata, tortura e abusa sexualmente das pessoas. Acredito que esta seja até a versão original do mito, pois geralmente essas crenças são feitas para amedrontar as pessoas – e uma entidade amiga não vai afastar ninguém. Acredito que o nosso Curupira jujubento não será tão do mal assim, mas certamente ele não gostará de abusos com as plantinhas e bichinhos.

O Curupira do .marcamaria

No post passado eu apresentei o nosso Curupira. Basicamente o boneco que estou fazendo depois do meu expediente será assim:

Esquema do desenvolvimento do boneco do Curupira

Esquema do desenvolvimento do boneco do Curupira

Conversando com minha senhora, resolvemos chutar o pau da barraca e colocar unhas nos dedos do boneco (uma vontade minha que tenho há tempos). Ele também vai ter um pingulim no estilo caju. E um adendo de última hora: vou colocar uma bundinha pelada nele! XD

Uma outra coisa que eu gostaria de saber de vocês: faço o Curupira com a pele branca ou marromzinha?

Propostas para o protótipo do Curupira: branco o negrim?

Propostas para o protótipo do Curupira: branco o negrim?

Se eu conseguir achar uma pelúcia no tom laranja, a versão final do boneco ficará assim:

Propostas para a versão final do Curupira

Propostas para a versão final do Curupira

Vamos ver se sábado ele fica pronto.

Um super abraço,

.faso

Referências:

  1. http://pt.wikipedia.org/wiki/Curupira
  2. http://www.brasilescola.com/historiab/curupira.htm
  3. http://www.terrabrasileira.net/folclore/regioes/3contos/curupira.html
  4. http://www.mortesubita.org/monstruario/bestiario/curupira

12 comentários sobre “Descobrindo o Curupira

  1. DRIKAA disse:

    ADOREI ELE É MEU PREFERIDO DAS LENDAS, ACHO QUE ELE DEVERIA SER MORENO. VC JA ASSISTIU O FILME” A MARVADA CARNE”? TEM UM CURTA QUE SEMPRE PASSA NA CULTURA TB SOBRE ELE. BEIJUSSSS

  2. disse:

    .faso, eu sempre imaginei que ele tivesse pêlos verdes também!
    não o cabelo, estes sempre ouvi falar que eram cor de fogo, laranja, etc; mas pêlos verde.
    eu mesmo me pintei tooodo de verde certa vez quando encenei o curupira – mas foi um exagero e um erro meio drástico… haha!

    e a idéia dos dentes verdes?
    minha sugestão é que transforme a expressão dele: o curupira não é tão bonzinho como o pelúcia sugere!
    ele talvez seja tão traquinas quanto o saci e, vale lembrar, é uma criatura selvagem.

    abraaaço. o/

  3. Paloma disse:

    Olha, amei a ideia de fazer o curupira, e, sinceramente, prefiro a versao “chocolate com cenoura” tb

    hehehhehehe….
    bjss! e parabens pelo site!!!!!

    muito bom!!!!

    ^^

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *