meet crafter e novidades

Meet Crafter

Nesse sábado ocorreu o primeiro Meet Crafter, um encontro entre artesãos contemporâneos (vulgo “crafters”), organizado por este aqui que vos digita.

Fotos por Andrea Onishi

Para quem não sabe, a principal diferença entre um artesão contemporâneo e os demais  deve-se principalmente pelo uso da web como ferramenta de criação e inspiração, vendas e divulgação. Se antes o artesanato se baseava na tradição passada entre as gerações, hoje o “craft” é a antropofagia da pluraridade cultural. Nessa edição piloto compareceram eu a a Sra. .marcamaria (sim, ela existe! XP), Andrea Onishi (Super Ziper), Elisa (Kawaii), Patrícias (uma do Temperos da Vida e a outra do Oh! Maria) e a Francine Lacerda (Francine Lacerda Criações Têxteis).

Francine (Francine Lacerda Criações Têxteis) e Patrícia (Oh! Maria)

Francine (Francine Lacerda Criações Têxteis) e Patrícia (Oh! Maria)

Como uma grande reunião informal entre empreendedores das manualidades, nesse primeiro encontro foram discutidos diversos temas como valorização do artesanato, relação do trabalho crafter e suas profissionalização, bonecos, inspiração e amor pelo trabalho, etc.. Realmente foi uma deliciosa tarde de sábado onde conhecemos pessoas maravilhosas!

A função do evento

Aline (Sra. .marcamaria) e tio .faso, atrás da Vovólima

Aline (Sra. .marcamaria) e tio .faso, atrás da Vovólima

Como fora anunciado via flickr (aqui e aqui também), o Meet Crafter surgiu de uma vontade minha, que após participar de encontros entre blogueiros, como o Blog Camp e o Campus Party, percebi que não existia nada que reunisse as pessoasm que vivem de fazer artesanato contemporâneo.

Muitos de nós crafters nos comunicamos diariamente via e-mail, MSN, fóruns, mas quase nunca nos vemos ao vivo em cores. De uma forma espontânea e relaxada é aqui que  surge o Meet Crafter, um momento onde além de criar novas amizades e conhecer os artesãos que admiramos, pudéssemos promover discussões em torno da nossa profissão.

O próximo passo

Vovólima se arrumando para a sessão de fotos e autógrafos! X)

Vovólima se arrumando para a sessão de fotos e autógrafos! X)

Minha vontade é que esse evento cresça; que mais e mais crafters possam comparecer. Além de conhecer novas pessoas, quero poder oferecer mais nas próximas edições, como:

  • Mini-cursos;
  • Palestras;
  • Rodas de discussões;
  • Questões relacionadas a profissão; e
  • Etc. .

Para tal, gostaria de ouvir a opinião de vocês sobre o que deve ou não ter. Estamos discutindo de realizar o próximo Meet Crafter em Abril desse ano em um local a ser definido. Deixe seu comentário lá embaixo! X)

Novidades

Moscoilo, uma charge via twitter

Moscoilo, uma charge via twitter

Recentemente o site Twitter Brasil me entrevistou sobre o meu novo personagem, o Moscoilo, uma mosca azeda e sem papas na línguas que eu publico esporadicamente e aleatoriamente via twitter. Descubra um pouco mais sobre esse Mosca de cuequinha.

E o tio .faso tá ficando famoso! Fui convidado para escrever um P.A.P. (Passo-a-Passo) para uma revista muito interessante e de grande circulação. Em breve vocês poderão fazer o danadinho aqui embaixo:

Pipou - um plush art ilustrado

Pipou - um plush art ilustrado

Até lá vou manter segredo sobre a revista e sobre a data da publicação (ok, essa parte eu não sei mesmo! risos)

Um super abraço,

.faso

Atualização: Acabei me esquecendo de colocar um link para todas as fotos do evento – olha aqui ó: fotos do Meet Crafter. Tio .faso #FAIL

15 comentários sobre “meet crafter e novidades

  1. Henrique disse:

    salve .faso!

    não participo do mundo craft mas acompanho e admiro muito este tipo de trabalho! me avise quando este encontro for aberto também aos meros mortais que com certeza coloco meu nome na lista!

    grande abraço!

    henrique

  2. Patricia disse:

    Que venham os próximos!!! E quem sabe podemos até fazer uma agenda pelo o Brasil a fora? Tipo planejar uma vinda de vcs para Porto, por exemplo? ;-) Eu poderia ser a hostess da região sul, a Carola da região centro oeste… e assim por diante. ehehhe

    bjocas pra ti e para Sra. Marcamaria ;-)

    ps: ficou faltando a fotinho da Andréa… vou “uploadar” daqui pouquinho ela.. eheheh

    • .faso disse:

      É uma idéia super interessante, mas falta capital para as viagens! XD Empreendedor em começo de carreira é fogo…

      Singer/Elgin/Brother/Janome – aceitamos patrocínio! X)

      Realmente faltou fotos de vocês 3 juntas, pois queria mostrar um “meet” de crafters… só tem fotinha isolada! X

      Abraços,

      .faso

  3. Danielle Lima disse:

    Adorei! Ah, se eu morasse em São Paulo eu iria, mas como me divido entre Rio e Belo Horizonte, fica pra uma próxima!
    Bom, é a primeira vez que comento aqui mas sempre venho me divertir com os seus personagens que são muito vivos! Eles tem muita personalidade! Gostou muito do seu trabalho…. Sucesso pra você e pros demais crafters e até! Um abraço.

  4. Pacha Urbano disse:

    Eu adoro o trabalho de vocês, mas é uma pena que ao invés da palavra “artesanato” vocês usem “craft”, que neste caso significa artesanato em inglês. Mas como encontro virou meeting, então não tem jeito mesmo, né?

    • .faso disse:

      Pacha,

      Tivemos uma grande discussão sobre isso há algum tempo nesse fórum do Super Ziper. Eu particularmente sou a favor de termos nacionais, tanto que se observar o .marcamaria, praticamente tudo está na nossa língua.

      O problema é que, para as artesãs contemporâneas, serem comparadas ao artesanato, trás uma noção de “algo regional” – algo totalmente oposto do que elas fazem, por isso utilizam os termo “craft” como você bem explicou. Como o encontro era para reunir esse público, era preciso utilizar esse termo, justamente para pegar o foco da atenção deles..

      Observe que no meu texto o termo “craft” surge entre aspas – eu me sinto desconfortável em o utilizar, tanto que brado aos sete ventos que sou bonequeiro e que o .marcamaria é uma bonecaria.

      Mas não fique triste, pois uma palavra não mudará nem um pouco essa brasilidade residente em nós, exemplo disso é nossas caixas que tem a bandeirola do Brasil bem viva e verdejante.

      Um super abraço,

      .faso

  5. Pacha Urbano disse:

    Faso, que beleza de resposta.

    Infelizmente muita gente hoje prefere usar termos em inglês do que termos brasileiros ou de língua portuguesa. Até mesmo a estrutura das frases estão ficando cada vez mais americanizadas (não falo só de gerundismos), com gente usando “realizar” em lugar de concluir, dar-se conta.

    Fico impressionado, por exemplo, com o pessoal que traduz legendas para filmes e seriados e a ortografia está toda errada, ou a sintaxe da frase. É de surpreender que consigam ter domínio num outro idioma e sequer saibam quando utilizar SS, ou Ç, ou mesmo pluralizar corretamente as palavras.

    Um erro muito freqüente é traduzir por exemplo “In know this guy in the college” como “eu conheci esse cara na faculdade”, quando o certo seria “eu conheci um cara na faculdade”, já que o sujeito não havia sido mencionado antes. Ou seja, enfraquecemos demais o nosso próprio idioma em detrimento de uma outra língua intrusa.

    E não vamos mencionar aqui o pessoal de marketing e publicidade com aquela tonelada de estrangeirismos que sequer são utilizados nos EUA ou Inglaterra.

    Nossa língua é mutante, todos sabemos, mas diferentemente da natureza, nós podemos escolher no que ela muta.

    Não sou character designer, sou ilustrador. Que fique claro.
    =)

    Um forte abraço.

  6. Gabriela disse:

    Muito bacana a idéia do evento. Tô começando a adentrar o mundo craft agora, e adoraria participar de algo do tipo (se eu tiver capital e tempo pra isso, já que tô concluindo estudos).

    Minha sugestão é que o evento contasse com palestras, dicas e material que dê suporte aos iniciantes. Inclusive fica a sugestão disso como pauta pro seu blog.

  7. Elisa disse:

    Bolo! Tem que ter bolo!

    Brincadeiras chocólatras à parte, acho que se conseguíssemos um local exclusivo já seria um avanço considerável!

    As palestras e workshops são um grande atrativo para que mais pessoas participem, e acho que a idéia de convidarmos “simpatizantes” do mundo craft e não só crafiteiros (como a Andréa costuma chamar).

    Seria uma maneira de divulgar nosso trabalho e de desmistificá-lo, de uma vez por todas separando-o do artesanato regional que conhecemos há tempos.

    E janome/singer/bernina poderiam patrocinar a gente sim, além de empresas relacionadas a internet, afinal de contas é o que nos diferencia, não?!

  8. Maitê disse:

    Hallo!

    Adorei a idéia!!! E gostaria muito de participar do próximo Meet Crafter!!!
    Ainda não sou uma de mão cheia, mas estou a caminho!!!

    Parabéns pela idéia… esperamos q prospere (^.^)

    Beijos
    Maitê

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *