27 comentários sobre “Irmãos separados no nascimento?

  1. Diego Ferrari BRuno disse:

    Processa!!! UHU!!

    Os caras tao usando imagens autorais de outros tb na área “divulgue”do site deles com avatares para orkut com foto do laranja mecânica, chiquinha, ricky martin entre outros… Ridiculo! não tiveram aula de direito autoral não? ja que são estudantes de design e, como diz o titado, “é errando que se aprende” Acho que eles poderiam levar uma boa lição sobre esse assunto.. nem que seja só para fins “educativos”.

  2. Rodrigo van Kampen disse:

    Não acho que seja o caso de processo.
    Infelizmente, acho que não tem como saber REALMENTE se ele foi copiado de propósito ou se foi uma coincidência. (A princípio pensei: um peixe simples, é fácil chegar a esse resultado). Mas a sobreposição das duas imagens me fez levantar uma sobrancelha.

    Agora, as imagens na área “divulgue”, realmente péssimo. Como assim designers não conseguem criar imagens interessantes e originais?

    Ex: a imagem de Laranja Mecânica. Sim, é um clássico cult, e eu acharia bem interessante e ver essa imagem remixada para o propósito. Agora, jogar um balãozinho com o logo não é uma alteração, é uma cópia.

    Agora estou até com medo de encontrar os meus logotipos por aí. Nenhum deles está registrado (mesmo porque só tenho prejuízo), mas todos eles foram criados. (O do Peixe Fresco pelo pessoal do Burcabitela, e o do Balaio Branco pelo Bruno Muller, adaptado pela comunidade).

    Sei lá… O especialista em marcas é você, eu sou só opinador!

  3. DRIKAA disse:

    O que aconteceu é um bom exemplo de tudo aquilo que vc falou nas duvidas do grupo superziper todo cuidado é pouco para não roubarem sua marca. Qto a esses alunos na minha opinião a diretoria deveria ser informada pela falta de informação ou abuso deles. beijinhos

  4. Kellen Barreto disse:

    Venho aqui para fazer alguns esclarecimentos.

    Primeiro: Não houve nenhum plágio. Até pq para ser plágio deveria estar IGUAL. Foi sim uma infeliz coincidência (que na verdade não tem semelhança nenhuma como identidade num todo). Como dito num dos comentários acima, o peixe é simples. E justo por isso o fizemos, por ser simpático e de boa pregnância.

    Segundo: sobre as imagens utilizadas nos avatares, se vocês leram o que está escrito, as imagens utilizadas foram só de exemplo para que as pessoas pudessem baixar e colocar as próprias fotos. Por isso eles estão em PSD.

    Terceiro: Ao meu ver, a postura de vocês foi antiética e anti-profissional. Antes de fazer essa postagem e julgarem nosso trabalho, nossa intenção e nossa conduta, deveríamos ter conversado para tentar solucionar a questão. Vocês estão agredindo a imagem de vocês e a nossa, uma vez que esse encontro tem a única intenção de reunir estudantes em favor da profissão e do próprio futuro-profissional, não possui nenhum tipo de fim lucartivo. Além disso, após finalizado o evento, a identidade não será mais utilizada.

    Quarto: Creio que, como designers, vocês sabem o quanto e moroso criar uma identidade. Pois bem, nós passamos por todas as etapas de criação até chegar a esse resultado. A marca de vocês não tem NADA a ver com a nossa. Vocês não fazem aplicações em diagonal, como vc colocou ali para testar a semelhança, a fonte é TOTALMENTE diferente. Ou seja, como eu já disse acima, não há semelhanças em termos de identidade.

    Na minha opnião, tudo poderia ser resolvido de forma tranquila e sem envolvimentos mais sérios, como a justiça, porque eu me sinto ofendida pessoalmente ao ser julgada desta forma, pois assim vocês acusam a todos os componentes da CORDe de uso de má fé e malcaratismo.

    A partir dessa conduta de vocês, a questão tomará rumos desagradáveis (o que poderia ser evitado). Mas será solucionado, de uma forma ou de outra, tenho certeza disso. Nossa identidade será mantida, e espero que vocês tenham o bom-senso de analisar e entender a questão como um todo.

  5. Rodrigo Pinheiro disse:

    Rapaz, não acredito em coincidência não! Trabalho em uma Secretaria de Educação e no ano passado foi criado um concurso de redação… Incrivelmente ao digitar os textos para a premiação encontrei muito plágio no meio que os Professores (coloquemos com P maiúsculo pois se não eles me matam pois se consideram a última bolacha do pacote) disseram desconhecer os mesmos textos…
    Depois de uma pesquisa pelos outros textos que eu não conhecia descobri que até Castro Alves havia sido plagiado… hahahaha
    Ao notificar o caso a pessoa responsável pelo concurso na época, eles simplesmente foram desqualificado dos mesmos…
    Como você já entrou em contato com a instituição e eles se negaram a corrigir o erro, o jeito é processar mesmo.
    Abraços.

  6. Tayla disse:

    Eu como representante da Corde Campos, e como responsável também pela participação na criação da identidade visual, venho aqui comentar e tentar esclarecer esse “péssimo” entendido..
    O peixe foi nada mais que um desenho simples e primário com a expressão dos olhos tão comum usada na internet com dois acentos ^^
    Está praticamente igual sim!
    Mas acuções desse tipo são extremamente ofensivas..
    Espero que toda confusão seja amenizada..

  7. Ana Martins disse:

    Acho que não precisa processar.
    Mas acho que você dve pedir pra eles tirarem o peixinho da marca. Afinal de contas, o peixe é seu! Eles redesenham a marca deles, tirando o peixinho.

  8. Angella Codeço disse:

    Vcs. realmente são os melhores designs que existem, heim?… e o próprio Cristo deve ter copiado esse símbolo(que é o do cristianismo) de vcs….. Mas que pretenção!!!!!…. Isso sim, é VERGONHOOOSOOOO!!!!!!!!

    Nós, em momento ALGUM precisamos copiar alguma coisa de vcs. Aliás, NEM SABIAMOS QUE ESSA MARCA EXISTIA…, para sermos BEM sinceros… A simplificação de um peixe não foge da figura em questão, e o nosso, ainda tem um “Q” de regionalidade, fazendo uma alusão à um “chuvisco”… Sabem o que isso? Com certeza NÃO!… Somos pacíficos, e mais uma vez lhes asseguramos que EM MOMENTO ALGUM, precisamos de olhar a ssinatura da marcamaria pra nos inspirarmos, ou até copiarmos(como estão julgando e caluniando aqui, e no desagradável e agressivo telefonema que recebemos) Se querem briga, com essa abordagem agressiva que estão tendo. Saibam, porém, que temos por trás de nós, uma instituição com departamento jurídico que dará o respaldo necessário à nossa causa, e tomem o cuidado para que não sejam voces os processados!

  9. Rodrigo van Kampen disse:

    Bom, a meu ver, coincidência ou não, o .faso é o detentor dos direitos da marca.

    Então, mesmo que tenha sido uma infeliz coincidência, acredito que a postura mais apropriada seria mudar o logo do R design, ou ao menos estilizar mais o peixe para dar uma diferenciação suficiente. (Se acidentalmente eu copiasse o logo de uma empresa, eu ainda teria que mudar).

    O fato do evento não ter fins lucrativos não muda muita coisa.

    Por fim, a postura mais adequada dos designers não é essa agressividade que vejo nos comentários, mas postar em algum lugar o processo de construção da marca de vocês. Assim vocês se asseguram perante ao público que o processo é de vocês, com um resultado infelizmente igual.

    Aqui tem os processos de construção do símbolo do .marcamaria:
    http://marcamaria.com/2008/09/16/a-historia-de-um-peixe-amarelo-em-seu-aquario/

    E pessoal!!! Caralho, educação faz bem! Não julguem o autor do blog pelos comentários de outros. “E tomem o cuidado para que não sejam voces os processados” não é uma maneira civilizada de fazer as coisas.

    Apesar do meu lado estar claro, não acho que o faso foi agressivo com o post. Aparentemente ele só quer jogar luz à situação.

    Abraços,
    Rodrigo

  10. Silvia Zampar disse:

    Você só entrou com o pedido de direito da marca, portanto a marca não é sua e você não pode processar ou tomar qualquer iniciativa judicial.
    Só quando a marca for sua você poderá entrar na justiça com um pedido para que parem de utilizar a sua marca, entrentanto o processo de marca é uma coisa até “meio injusta”, já que você entra na justiça, arca com os custos, e só o que a outra parte faz é deixar de usar o nome.
    Plágio ou não, na verdade leva-se em conta a anterioridade, claro, e quem conseguir primeiro o registro.
    E acho que não adianta se abalar mais do que isso. Com a Internet e a proliferação de informação, isso acontece o tempo todo, com todo mundo.
    Já tive vários materiais meus plajeados, estuprados, copiados e até usados na íntegra… Fazer o que…
    O importante é não se abalar e pronto.

  11. Mario Amaya disse:

    KELLEN BARRETO, ANGELLA CODEÇO, as suas mensagens são grossas, mal-educadas e injustificadamente arrogantes. Não vieram aqui para diálogo pacífico ou esclarecimento, vieram gritar. Perdem a moral pela própria boca. Nem importa mais quem teve a ideia original do peixinho.

    O negócio é o seguinte: mudem o logo. E, aproveitando, peçam desculpas pela linguagem vagabunda. Este caso será repercutido para além deste blog. Vai enlamear os seus nomes profissionais. Isso ficará registrado permanentemente na internet. Estão a fim de guerra?

  12. .faso disse:

    Deixa eu dar os meus dois tostões sobre a questão:

    1) Pelo princípio da anterioridade, eu tenho direito pela marca. Estou há quase dois anos antes que vocẽs com “o peixe”.

    2) A ligação “ofensiva” não foi feita por mim. Eu liguei, pedi a alteração com calma e a Kellen que se alterou – olha a consistência.

    3) Como já comentei com outros profissionais, fazer um peixe nesse estilo (que é pré-histórico, dêem uma olhadela no Sinais e Símbolos do Adrian Frutiger) é comum sim. O problema é que a proporção é idêntica ao símbolo da marca. Eu fiz isso através de desenhos geométricos – e vocês?

    4) Já estou em contato com advogados e coisas do tipo, pois a postura de vocês que foi errada. Se eu não tivesse sido agredido via tel, tudo seria mais calmo.

    5) Eu mesmo solicitei os esboços para ver como foi conduzido o processo de criação, justamente porque ainda acredito que foi uma ENORME coincidência.

    6) Estou no meu direito de tornar isso público. Esse é o modus operandi do .marcamaria: ter sempre uma postura aberta com o seu públlico fruidor.

    E se o nível baixar demais aqui, foi fechar os comentários do tópico – ok? Nunca fiz isso na história desse blog corporativo e não gostaria de fazer agora.

    Tratem o que for preciso via telefone, porque até agora só eu que entrei em contato com vocês.

    Um super abraço,

    .faso

  13. Gisele Roncon disse:

    Olá,

    Sou designer gráfico há 13 anos e leciono há 3 anos na Unip em São Paulo.

    Contra fatos não existem argumentos, mas sem as devidas provas não temos como processar, por mais que saibamos que o logo original foi patenteado. O logo R Design pode ter sido “inspirado” no logo Marcamaria, isto é um fato e pronto.
    E quantos textos, desenhos e fotos não são “inspirados” em outros. Num texto ou foto é mais fácil de acusar o isso indevido, mas num desenho tão simples complica e muito. Se cada um de nós pegarmos uma folha de papel para desenhar um peixinho, provavelmente vários deles seriam parecidos com o do logo original devido sua simplicidade.
    Eu quando recebi o email, fiquei indignada, daí fui investigar o conceito do logo e quando vi o slogan: venha vender o seu peixe, mudei a minha opinião.
    Se não podemos provar, temos que ficar com a consciencia, se eles realmente copiaram o peixinho, provavelmente nunca mais irão fazer isso, pois já deve ter assustado-os e o criador da Marcamaria deveria ficar lisongeado por eles terem gostado tanto do peixinho. Se não copiaram, fiquem felizes também pois esta historia repercurtiu bastante e o logo deles ficará na memória de todos.

  14. Ludmila disse:

    Olá, Pessoal! :)

    Também faço parte da comissão organizadora do evento. :p

    Vim aqui pedir desculpas pelo inconveniente causado pela alteração de minhas colegas.
    A sugestão que eu dei, e que creio ser o melhor caminho a ser tomado, é mudarmos o peixe, ou excluí-lo totalmente da assinatura visual. Soluções sempre existem, é só buscarmos.
    Sei o quanto é bom ver o resultado de um projeto dando certo. E acredito que a assinatura da marcamaria seja a expressão de seu perfil profissional. De forma alguma, iríamos querer prejudicar.
    Foi, sim, uma coincidência, e aproveito para expor uma postura pacífica que é de boa parte da comissão. Falo por todos: não brigaremos para continuar usando um símbolo que fere os direitos de outro colega de profissão. Seria injusto em todos os sentidos.

    Peço encarecidamente que não se irrite com o pessoal daqui de Campos, que está ralando tanto para construir um R respeitável. E por isso retiramos qualquer ofensa ou ameaça. Só queremos que tudo dê certo – pra gente e pra vocês também.

    Continuaremos em contato por e-mail, pode ser?
    Forte abraço. ^^

  15. Alê Bocci disse:

    Ludmila, admiro seu total bom senso.
    O que precisa ter nessa hora é respeito e bom senso ao profissional que entrou em contato para alertar da semelhança do logo.
    Sou totalmente a favor da alteração ou exclusão do Peixinho do Logo.
    Os Designers devem se ajudar.
    Um grande abraço.
    Alê Bocci.

  16. Gildo Henrique disse:

    Sou aluno de DESIGN e quero participar da HISTÓRIA DO PEIXINHO.
    Uma pergunta inicial: vocês vão processar todas as igrejas evangélicas que se utilizam do “peixinho-da-marca-maria”?. Há cerca de dois meses, criei a marca de um “acampadentro” e (que coincidência!) utilizei o SÍMBOLO CRISTÃO, com olhinho e tudo.E não copiei da turma de Campos…
    Quer saber? No caso da marca do RCampos, NADA A VER.
    Arranjem outra de forma de APARECER.

  17. Henrique disse:

    Depois dessa confusão toda, eu acredito (e espero que seja verdade) que isto tenha sindo uma infeliz coincidência. Mas, ao mesmo tempo, até mesmo as proporções serem iguais em ambas, é de se estranhar.

    Como disse anteriormente, espero que tudo isso tenha sido realmente uma “obra do acaso”, pois caso não seja, quem mais vai perder com tudo isso é o R Design. E não é uma perda que envolva dinheiro, e sim credibilidade com todos os designers do Brasil. Pois sinceramente, se ficasse provado que ocorreu realmente o plágio, eu não daria credibilidade alguma para um evento que prega a valorização do Design como profissão e que na pratica o que todos nós odiamos do fundo de nossas almas: o copy-paste.

    Abraços

  18. Angella Codeço disse:

    Rodrigo, Mario Amaya e outras pessoas…

    Alguns de voces colocaram lenha na fogueira desde o começo, recebemos telefonemas agressivos onde nos comunicaram que iriam entrar com processo contra nós. Postaram aqui comentarios ofensivos até à nossa intituição, pois foi dito que desconhecemos direitos autorais, ou seja, que em nosso curso, não existe essa cadeira, ou que é negligenciada… Do mesmo jeito que há indignação da parte de vcs., há igualmente da nossa, pois, como já disse, em momento ALGUM, copiamos o peixe(domínio público) da empresa em questão…. Se formos seguir a linha de pensamento tendencioso que estão seguindo e postando aqui, poderiamos tb. imaginar que tudo isso está sendo feito pra promover uma marca que até então, é práticamente desconhecida… Dá pra entender que estamos sendo atacados sem termos feito nada pra isso?
    O processo que está aqui mostrado, é sobre direito do nome, e não da imagem, e mesmo assim, pelo que esta ali, não foi deferido ainda.
    Já falei que somos pacíficos e a pessoa responsável por isso aqui, está querendo nos colocar em situação tensa, sem mesmo pensar que estamos com responsabilidades enormes em receber estudantes de design de todo o país e estamos fazendo das tripas coração pra conseguir fazer um evento com todo o carinho possível e com toda a qualidade possível… Retirar o peixe da nossa assinatura, é como dizer que copiamos sim, e isso não é verdadeiro… Enfim…, espero conseguir resolver isso, que nem deveria vir parar na grande rede, de uma forma amistosa, mas eu apenas lembrei, que a agressividade não veio de nossa parte, e que temos respaldo jurídico também..
    Atenciosamente,

    Angella Codeço

  19. Jonny Ken disse:

    Bom… pegue uma corda e jogue ela para cima, cruzando ela e de maneira que, ao cair, ela fique na posição do “peixinho”

    Qual a probabilidade de cair 2 vezes na mesma posição de ângulo, curvatura, comprimento, largura, etc….

    Bem dificil, mas não impossível!

    O peixe usado tem alguma medida como “proporção aurea” ou coisa do tipo? Se tiver, ai as chances de o desenho ter sido uma mera coincidência aumenta. Caso seja um simples desenho, ai a chance de coincidência diminui.

    Mas acho que o caso já foi bem resolvido! Nada mais fácil do que um acordo rápido para resolver os problemas! Pelo menos gerou um belo post!

    Jonny

  20. Henrique disse:

    Acredito que todo esse transtorno já esteja caminhando para uma resolução consistente para as duas partes, principalmente pelo que a Ludmila comentou. Fico feliz que existam pessoas como , que no meio de toda essa ventania consigam mostrar humildade e vontade de resolver tudo de maneera saudável tanto para .marcamaria como para R Design.

    E espero que, independente de qual seja a verdade sobre tudo isso, todos vejam que com a internet hoje em dia temos que tomar cuidado redobrado com tudo, para evitar qualquer tipo de mal-estar sem que seja necessário.

    É isso.

  21. Kellen Barreto disse:

    Visto os últimos comentários, venho fazer mais alguns esclarecimentos:

    Quanto ao contato da marcamaria, foi feito hoje pela manhã pela primeira vez.
    Nós não tínhamos conhecimento da existência desta marca.
    O primeiro contato foi bem tranquilo e pacífico e eu passei para o Fábio que eu o responderia a tarde, visto que eu estava trabalhando e não poderia responder naquele momento.
    Acontece que ele não teve paciência e fez uma nova ligação me colocando contra parede (a atitude dele não foi agressiva ao falar comigo, porém ele fez uma imposição injusta) falando que ou a gente mudava nossa marca ou ele entraria com uma ação na justiça.
    Eu venho esclarecer mais uma vez, que não conhecia a marcamaria e hoje foi o primeiro contato que ele fez.
    Visto a situação e que eu estava realmente ocupada no meu trabalho e ele estava sendo insistente quando eu disse que o responderia a tarde e ele não pode esperar, eu me senti ofendida e pressionada por algo que não podia resolver naquele momento e embora tenha tentado explicar tudo pra ele, ele não compreendeu.
    Creio que tudo poderia ter sido resolvido (até, se fosse o caso, nós alteraríamos a marca), se ele não tivesse se precipitado, ameassado entrar na justiça e lançado esse post no blog sem nos comunicar e resolver a situação particularmente, antes de expor publicamente o ponto de vista dele.
    Como disse no comentário anterior, foi apenas uma infeliz coincidência e nossa identidade não tem nada a ver com a da marcamaria.
    Eu não fui de forma nenhuma agressiva, pelo contrário, procurei utilizar as palavras da melhor forma possível e fico feliz ao ver que algumas pessoas entenderam isso.
    Eu não quero problemas nem brigas. Sou uma pessoa pacífica.
    Só não tolero injustiça, uma vez que nosso trabalho não foi feito da noite pro dia. Há quase um ano estamos envolvidos nesse projeto e foi bem difícil, pois somos estudantes e estamos organizando tudo entre nós mesmos.
    Falo que foi injusto pela atitude tomada pelo Fábio precipitadamente (e ele sabe bem sobre essa minha opinião, pois conversei com ele por email também) e principalmente por sermos estudantes fazendo um evento que só tem o objetivo de nos reunirmos em prol do profissional e da própria profissão, e toda essa questão só vem prejudicar um evento que só tem positividade a trazer e pode, por causa de uma pessoa, mais de 800 que estão envolvidas, entre estudantes, profissionais e apoiadores sairem totalmente prejudicadas. Eu mesma que abri mão de muito da minha vida pessoal pelo evento.

    Então, quero deixar claro, que estamos dispostos a resolver, mas de forma nenhuma a aceitar prejulgamentos e acusações sem fundamento.
    Se em algum momento foi dito que temos respaldo jurídico é porque é verdade e estamos nos defendendo já que fomos ameassados primeiro.

    Espero que todos compreendam a situação, e não vejam com olhos superficiais. Existem dois lados envolvidos e olhar apenas pelo ponto de vista da marcamaria é injusto conosco que só queremos que tudo corra da melhor forma possível.

    Não queremos ofender
    Não queremos prejudicar
    Não queremos brigas

    Só queremos justiça!

  22. .faso disse:

    Kellen,

    Agora que entendi que o que você falou em relação a minha postura agressiva (acionar a justiça) – realmente não havia pensado nesse lado. Mas pensando aqui na nossa ligação, eu disse que havia consultado o advogado e me foi sugerido pedir a alteração da marca do RDesign.

    Quando lhe disse isso, foi aí que você alterou seu tom de voz, não parava de falar alto comigo, não me deixava falar, falou NÃO IA MUDAR A MARCA etc. – aí sim falei de entrar na justiça e ainda falei sobre se você estava certa de arcar com as conseqüências – exato? Foi a partir daí que meti a bronca no trombone. Justamente por não querer prejudicar o evento de vocês, mas não seria justo deixar passar isso, pois a semelhança de proporção (já explicada) e imagem muito parecida.

    Toda e qualquer situação que aconteceu só ocorreu porque você foi ríspida comigo – simples assim.

    Aparentemente já está tudo resolvido. Chega de explicar o inexplicável, afinal ainda mantenho a minha posição lá do começo do meu post:

    Acredito piamente que foi uma coincidência, mas se não for é muita sacanagem vindo de estudantes de design, ainda mais eu sendo “companheiro de categoria”.

    Abraços,

    .faso

  23. Kellen Barreto disse:

    Eu já expliquei que se fui ríspida ao telefone foi por que você foi impertinente ao insistir em ligar para mim em horário de trabalho num momento que eu não podia antender. E eu te disse isso logo no primeiro telefonema e com muita calma e educação, isso você não pode negar.
    Você não falou aqui que só fez contato comigo hoje e que queria respostas imediatas e que eu resolvesse tudo num momento que eu não podia resolver (e eu deixei claro isso). Eu disse que responderia por email no primeiro telefonema pq não podia resolver naquela hora e você não soube esperar e já ligou da segunda vez falando que havia falado com seu advogado e que a gente tinha que mudar a marca ou você entraria na justiça contra nós.
    Poxa… somos estudantes, mas não somos estúpidos! Nunca copiaríamos uma marca quando a nossa proposta é justamente a contrária.
    Você não pode lançar indagações de plágio sem fundamento e antes de conversar com a gente. Sua defesa não tem argumento.
    Eu estou encerrando essas discussões aqui porque não faz nenhum sentido esse tipo de discussão pública, quando deveríamos desde o início estar resolvendo isso tudo entre nós.
    Eu já deixei claro que o único problema foi a sua falta de paciência, a sua ameaça e sua falta de respeito ao tornar isso público.
    Se sua intensão era chamar a atenção, pois bem, conseguiu.
    E ainda conseguiu fazer com q a gente perdesse um dia inteiro, quando nosso tempo agora é precioso justo pq o evento já é daqui a pouco mais de um mês. E eu não sei se você se lembra que eu disse que podíamos entrar num acordo, já que houve essa infeliz coincidência e que se fosse a mais tempo atrás a gente até podia pensar em alterar a marca e que agora só ficaria difícil por causa da proximidade do evento.
    Então eu digo, quem aqui é que não soube compreender a situação?
    Acha correto acusar as pessoas e prejulgar assim publicamente?
    Eu encerro por aqui, e daqui pra frente resolveremos por outros meios.

  24. .faso disse:

    Meu deus!!! Uma hora vocês combinam uma coisa e seguinte “descombinam” – Cadê a consistência? Já falei e repito: no .marcamaria a ordem é transparência e se algo ocorre eu posso e devo comentar com quem acompanha a marca. Perceba que no próprio post eu digo que ACREDITO QUE SEJA UMA MERA COINCIDÊNCIA – Poxa! Já estava tudo azeitadinho, complicar mais por quê?

    Será que eu iria reclamar de algo se não fosse tão semelhante assim? Pense nisso.

    Ainda estou acatando a solução da Ludmila e espero que seja respeitada.

    Só para evitar mais flames, vou fechar os comentários desse post – ok? Quem quisar falar comigo a respeito, me mande um e-mail: faso@marcamaria.com.

    Abraços e vamos produzir!,

    .faso

Os comentários estão desativados.