33 comentários sobre “E mais peixe fora do aquário

  1. Danny Barros disse:

    Eu imagino .faso a sua tristeza…
    É inacreditável como os erros são aceitos como verdades… e mesmo com algo que se pode provar , mesmo assim as pessoas negam na cara dura.Enfim…

    Sei que isso o abalou profundamente, pois não se trata de uma marca COMERCIAL como falaram lá no blog deles e sim DE UM SONHO!
    Pena que os ignorantes não conhecem esta palavra MÀGICA que é SONHAR, desrespeitam o sonho das pessoas, os projetos de vida, mas vweja como o lado bom… ESTA PEDRA é TRAMPOLIM… e vc subiu mais um DEGRAU querido, ganhou força interna apesar da tristeza que sei que está sentindo.
    Vc sai esfolado desta mas não sai morto!

    E é desta força que vc vai renascer das cinzas, pois vc é maior que isso.Sua criança interior SONHA e os sonhos não podem morrer.
    Ressusita este peixe, nade… e lembre-se das palavras da adorável Dolly do filme Procurando Nemo:
    _quando a vida quer te dar uma rasteira, o que vc faz?
    _contnue a nadar , continue a nadar… nadar!

    Vamo que vamo, sacode a cueca, e força!
    Muita paz pro seu coração,
    abraços
    Danny Barros – Borbolet’s©

  2. Espam Quides disse:

    Velhão, propriedade intelectual não existe. Propriedade intelectual é uma violência do Estado para criar escassez artificial. Deixa disso! Seu blog faz sucesso independentemente se um bando de moleques copia a sua marca ou não. Todo mundo sabe quem é o original e os copiões ficam com a cara no chão.

  3. Daniela disse:

    Olá Faso.
    Acredito que mesmo que os organizadores do evento não tenham usado sua marca como fonte de inspiração, ou até mesmo fazendo uma copia descarada, ele deveriam sim, alterar o trabalho deles. Quantas vezes não temos ideias só nossas, que julgamos serem ótimas e descobrimos com uma simples pesquisa no google, que aquela ideia já tinha sido realizada por outra pessoa??? Eu como profissional, respeito a ideia alheia e volto pro começo, esperando ter outro insight tão brilhante quanto o primeiro. Acho que eles devem sim se envergonhar, talvez não por copiarem a sua marca, mas sim por frente a este desafio, optarem pelo caminho mais facil, ao invés de se superarem em criar algo completamente novo. Independente do desfecho, pegou mal pra eles.

  4. Diggs disse:

    Babacas, covardes! Guarda os nomes, cara. Esse mundo é pequeno, a gente sempre acaba se esbarrando… e um dia esse bando vai precisar de você. Se algun deles precisar de mim, certeza que eu nego.

  5. Clau Ciapina disse:

    .faso, estava acompanhando o caso de longe, torcendo pra tudo dar certo pra você.
    Uma pena que pessoas que estão buscando aprendizado não consigam assumir seus erros e dar um passo adiante na busca da verdade.
    Uma pena que futuros profissinais saiam assim no mercado.
    Li o texto todo dele na esperança de encontrar a explicação para a criação do peixe tão “parecido”, mas só encontrei ataque e até mesmo usaram palavras suas no twitter contra você mesmo.
    Algo realmente baixo e vergonhoso.
    Lamento muito.
    Siga em frente como sempre fez aqui, sob a luz da verdade de da simplicidade.
    O seu sucesso no .marcamaria é fruto de você.
    Sigamos atrás te acompanhando.
    Beijos
    Clau Ciapina

  6. Rodrigo van Kampen disse:

    Em primeiro lugar, acho que você agiu certo em publicar o post abrindo a discussão. No artigo deles, parece que com isso você pegou um alto-falante acusando-os de plágio. Mas o artigo foi bastante moderado, deixando a discussão aberta.

    Sinceramente, eu não acho que o peixe tenha sido copiado. É muito semelhante, me faz desconfiar, ainda assim acredito que foi uma coincidência.

    Mas o mais importante: eles ganharam um espaço para se defender legitimamente, e o que fizeram com o espaço? Comentários muito agressivos, falando em processos, linguagem chula. Copiando ou não, eles perderam todo o respeito.

    Aqueles que não sabem se corportar em uma discussão não merecem o nosso apreço tampouco nossa preocupação. Não se trata mais da marca, mas de se portar em público.

    Alguns estudantes precisam aprender boas maneiras. Agora é uma pá de cal sobre essa história e boa.

    Abraços!

  7. Mario Amaya disse:

    Fecharam os comentários do próprio post porque sabiam que seriam apedrejados pela maioria.
    Está suficientemente registrado na Internet, pelas próprias palavras, que são um bando de idiotas amorais. Esse registro vai prejudicá-los profissionalmente no futuro, quando se dispuserem a trabalhar para pessoas éticas.
    Não tem lugar aqui para tristeza, apenas desprezo.

  8. Diego Ferrari BRuno disse:

    Só queria dizer que eles distorem a verdade do texto deles que diz (aparentemente) que o .faso reclamou dos avatares “de exemplo” do site deles, e o “PROCESSA!” quem disse fui eu e mais ninguém. Faço parte do marcamaria tanto quanto qualquer um que comente neste blog. Como podem usar as minhas palavras como se fossem do .faso?

    E me desculpem, mas quem tanto telefonou pra lá? Acho que isso quem tinha que cuidar era o sr. Fabio e ninguém mais.. o fato é que essa democracia toda foi o que criou disturbios na comunicação e exaltou animos… Mea culpa também!

    Se o peixe é igual ou não é, não vem mais ao caso. O fato é que aquele peixe no meio do R não combina rs rs… Agora vou criticar é o trabalho da marca do “R” que é aquário desde quando? se o peixe não tá no aquário, (nem no rio, nem no mar logicamente) ele ta morto! mesmo.. E peixe morto pode estar com olhinhos ^^?? deveria estar com ++ isso seria mais icônico e diferenciaria as marcas! “venha vender seu peixe: morto, mas feliz”

  9. Rafael Ventura disse:

    Realmente, que vergonha…

    Li o post no blog deles e pelo amor de Deus, tá na cara que eles sabem da merda que fizeram e estão dando mil desculpas pra não te darem razão. O fato de terem bloqueado comentários é assinar o atestado de culpa.

    Todos os trechos que eles retiraram de falas suas na tentativa de contra-atacar acabam por desfazer a imagem que eles tentaram construir de você.

    Ainda há tempo, acho, se você quiser processá-los. Acredito eu que eles tentaram fechar rápido a discussão sobre justiça porque eles mesmos sabem que podem perder.

    Abraços!

  10. DRIKAA disse:

    .Faso desde o inicio vc teve uma postura digna, não leve isso como tristeza e sim como uma grande lição para todos nós e pode ter certeza sempre estaremos te apoiando! é triste sim o fato desses jovens serem o fututro dessa profissão, bem mostra que não estão aprendendo o mais importante o respeito pelo proximo da categoria !!

    Grande abraço, beijinhos.

  11. Diego disse:

    Sério mesmo, cara li seu texto, e quase te mandei uma bela coroa de flores, jurava que sua mãe tinha morrido, afinal são tantos os seus “medos”.

    “Queridos,

    Dessa vez vou me dar o luxo de não falar mais nada sobre o caso – tudo bem? Me perdoem, mas a tristeza é maior…

    .faso”

    É realmente necessário tanta novela mexicana? definitivamente perde a compostura dessa forma. Eu quase vomito, lendo teu blog meu jovem. Cara, guarde esses textos um dia você tem quer ler isso, com calma.

    Não se dê nem ao trabalho de responder, porque de fato nunca mais voltarei aqui.

    Mas sério, toma vergonha nessa cara, e dá uma olhada que o mundo é bem maior que teu umbiguinho de peixe.

  12. clara disse:

    Diego (sem e-mail e sobrenome, obviamente, como é costume dos covardes) – a sorte é nossa de você não voltar mais aqui.

  13. Carlos disse:

    Infelizmente é de deixar muuuuuito chateado. Por mais que lutemos para nossa tão amada profissão ser reconhecida, admirada e respeitada, ainda existem pessoas que preferem seguir o caminho oposto.

    Coincidências realmente existem, mas querer argumentar que não houve cópia, e ainda por cima, equivocadamente, querer denegrir a imagem de uma pessoa como o Fábio, é de uma estupidez sem tamanho!

    Pelo que pude acompanhar do caso, tomar uma postura como essa (eu também li o post do pessoal do evento) é totalmente inaceitável vindo de organizadores de um evento de design, para estudantes deus do céu!!!

    Será esse o perfil dos futuros profissionais? O tempo antes perdido em pesquisas, estudos, desenvolvimento, deverá ser substituído por desculpas para plágio?!

    Chateados estamos sim! Indignados então, nem me fala!!!!

    A melhor attude já foi tomada por você Fábio. Tentou conversar e resolver da melhor maneira possível! Mas depois de tudo isso, não deixe seus direitos cidadão e de criador cairem no esquecimento!

  14. Rudinei R. Modezejewski disse:

    Fábio,

    Depois dos e-mails que trocamos e você pareceu super simpático e razoável, achei que você tinha entendido que poderia haver alguma coisa – mínima – referente ao direito autoral, mesmo assim, seria difícil de ser provada, mas no contexto, suas alegações estavam, em sua maioria, erradas.

    As marcas não colidem o suficiente para um litígio (nem foneticamente e nem visualmente) e ainda são para coisas (atividades) completamente diferentes, só isso deveria ter sido suficiente para encerrar o caso.

    Basicamente você compara banana com melão, porque ambos são amarelos, ou melão com melancia porque ambos são redondos.

    Daí você coloca esse post, depois vem um pessoal e coloca comentários absolutamente sem pé nem cabeça.

    Entrei neste grupo para ajudá-los a entender as questões práticas com relação à marcas, colidência, cópia, pirataria, etc…

    Este assunto está encerrado pra mim, não porque ache que não tenho razão, tenho certeza que estou certo no que argumentei, mas percebo que quando há um envolvimento passional demais com o tema, não adianta argumentar.

    Como foi dito antes, acho, sinceramente, que se você tem certeza do que está dizendo, deveria mover um processo, dentro de uns 5 anos a verdade seria conhecida… apesar de saber como terminaria, suponho que para o mercado publicitário seria algo esclarecedor.

    Espero que para os jovens envolvidos nesse episódio sirva de lição, pois no mundo real eles também serão alvo desse tipo de situação, aliás, super comum no meio publicitário.

    Atenciosamente,

    Rudinei R. Modezejewski

  15. Pacha Urbano disse:

    Rapaz, fica com uma coisa na sua cabeça: R Design passa. Sua marca fica. Só acho uma vergonha para os envolvidos no R por terem cometido uma gafe destas. Realmente o seu peixe é um elemento pictórico de fácil reprodução. Porém, ficar igual em todos os detalhes? O seu tem um traço simbolizando uma barbatana, e só isso o deles não tem. Até o olhinho (em linha convexa), como se estivesse fechado, como num sorriso, ficou igual. Foi o que mais me chamou atenção. É muita coincidência em um elemento sair tão igual.

  16. Anna Monteiro disse:

    Olá Fábio,

    Estou acompanhando o caso desde ocomeço, e ainda tem o fato de eu conhecer vc,seu site,seu trabalho há bastante tempo.Como previ e vi,vc foi educado,cortês,em querer conversar sobre o assunto,e a resposta ao invés de uma conversa civilizada como a sua,foi uma sessão de apedrejamento desnecessária.Essas pessoas,ainda estudantes,no futuro possivelmente podem passar por uma situação parecida ou idêntica pela qual vc está passando,e duvido que eles sejam passivos e que não corram atrás de explicações e direitos.

    Vc fez sua parte de forma digna,se comportou como é :profissional.Eles ainda têm um longo caminho a trilhar,principalmente no campo da humildade,em saber tratar os outros.E como um outro colega disse bem dito, esse tal evento deles passa,a sua marca fica.Lei do Retorno é algo inevitável…e esse sessão de apredejamento (oriunda deles) vai repercutir MUITO MAL para eles mesmos.Não pra vc.Por isso,eu no teu lugar,ficaria tranquilo.Pois a lembrança que todos terão de vc,é a mesma dos que te conhecem há tempos,ou seja,da melhor forma possível. Já a que terão deles….

    Vc fez o certo.Relaxe,todos colhemos o que plantamos,e quem tem que perder o sono não é vc.Pelo contrário,vc deu a oportunidade de alguns estudantes crescerem.Mas tem quem não aceite isso,e como não podemos obrigar ninguém,então lave suas mãos. =)

    Como li uma vez ,num livro: “é necessário pessoas de todas as espécies para compor o mundo.” e eu complemento: “e para que possamos aprender com seus atos e palavras,para sempre lapidarmos nosso diamante.”

    Foi bom no fundo,tudo isso acontecer (não é ironia não.é claro q não gostei e não gosto de ver essas coisas acontecendo por aí,mas há males que vêm pro bem) :foi um grande aprendizado pra muita gente! Tomara que para esses estudantes,tbem.Pra melhor.

    Abraços!!

  17. Julia disse:

    Nossa, achei ABSURDA a resposta que eles deram, de uma coisa, que, vamos convir, foi claramente cópia.
    É impossível uma coisa ser assim, tão exatamente igual e eles falarem que nem sabiam da existência da sua marca. Processo neles, viu. Eita.

  18. Sara disse:

    Obrigada Sr. Rudinei R. Modezejewski.
    Era o que estava faltando aqui.
    Opiniões de pessoas sensatas e esclarecidas como as do Senhor.
    Parabéns!

  19. Luis Carlos disse:

    .faso, não achei que as pessoas fizeram tudo isso que vc colocou aqui, vc postou na lista esperando que todos fossem detonar o outro e ficar do seu lado, e como isso não ocorreu, vc ficou de triste, achei um pouco de infantilidade, principalmente pq vi aqui nosposts também que vc detona quem te critica ou pelo menos não tem a mesma opnião que vc e elogia os que ficam do seu lado, mesmo estando errados.
    Eles podem ter copiado? Sim!
    Eles podem estar errados? Sim!
    você vai ficar chorando o leite derramado? Não, pelo menos espero que não.
    Se vc tem a marca registrada e eles não, pede gentilmente que retirem a marca do ar ou você entrará ação judicial.
    Se vc não tem a marca registrada e nem pode provar que criou antes deles.
    Troque a marca, e continue com o site se seu site for bom, como vc diz que é não é um logotipo que o fará sair do ar, ou deixar de ser ruim.

    Um Abraço e seja feliz
    Att
    Luis Carlos

  20. Hiro disse:

    Todos que trabalham com ilustração ou design têm a mesma matéria prima como base: criatividade, estratégia e planejamento.

    Por isso fazemos parte de um mesmo barco, não importa se somos profissionais grisalhos ou girinos na profissão. Pra mim, quem fica no mesmo barco tentando sobreviver tem que ter a seguinte postura com os fraternos: cavalheirismo, ética e bom senso.

    Acontecem coincidências dentro do universo da criação visual? Claro que sim, a convergência criativa acontece a todo momento em qualquer nível profissional. Se não houve intenção surrupiante no momento da criação, é uma coincidência.

    Se houve coincidência visual ou conceitual, deveria entrar neste caso a questão do cavalheirismo e bom senso: o primeiro que criou tem direito moral de ficar com a marca, e legal se ela foi devidamente registrada.

    Cavalheirismo e bom senso dão à luz a ética, que neste caso a parte que gerou a coincidência de maneira educada concorda que existe um atrito que não trará boas repercussões em seu meio e através do bom senso decide criar uma nova identidade visual. Quantas vezes não parei uma ilustração ou um logotipo no meio da criação porque percebi que estava indo para um caminho conhecido e comecei do zero, várias vezes?

    Não estamos falando de uma padaria que criou uma identidade visual parecida com um estúdio de design. Estamos falando de designers que criaram algo parecido de outro colega design.

    Neste caso, o peixinho do Faso está nadando na net há mais tempo que o peixinho da RDesign.

    Quando a outra parte perde o elemento cavalheirismo, começa a afetar o bom senso. Explicar conceitos de design tão leves como o ar para defender algo que não deveria ser defendido e para colegas de profissão criam situações como esta, onde nós, que trabalhamos com criatividade e imagens, ficamos incertos de quando ou quem será a vez de ser julgado por algo que foi criado anteriormente.

    Se a palavra ELEMENTO livra a cara de um profissional diante de um leigo em identidade visual, isso não acontece entre os iguais. O peixinho é um elemento sim, mas não é o peixe da Hering, nem o peixinho Evangélico, nem o Nemo. É inegável que os peixes são idênticos, e se um designer, ou aspirante a um, não consegue diferenciar isso dentre os milhares de peixes existentes no mundo que servem como linguagem visual para algo, então não seja designer, também não jogue o jogo da memória. Seja algo em que o verbo e a argumentação sejam seus fortes.

  21. Sara disse:

    Mas olha só gente…
    Vcs querem que eles mudem uma assinatura visual de uma coisa que vai acontecer no mês que vem?
    Se fosse uma marca que vai durar pra vida toda, ainda vá lá…
    Mas pra uma coisa que vai começar e acabar logo logo!
    Acho que tá tendo drama demais nessa história!
    Eu não entendi em que pode atrapalhar a marca do R Design na de vcs!

    E ora… é um elemento só.
    Por mais que sejam tão semelhantes, a aplicação não é.
    Tão criando caso atoa…

  22. Sara disse:

    Outra coisa…

    O significado de elemento vai de acordo com a aplicação.
    O que eu vejo no caso do R Design é que o peixinho é um elemento sim, pq ele faz parte do R, e num tem nada a ver com a aplicação da marca maria.

    O ponto forte ali é o R e peixe, pelo que vi tá relacionado ao tema do evento deles.
    Já na de vcs não… o peixe é tudo.

    Não deviam se incomodar tanto com isso…
    Não vai acrescentar nem diminuir em nada o trabalho nem a intenção de vcs.
    E nem vcs a deles.

    Eu vi no outro post que tinha antes um monte de argumentação deles que achei que fazem sentido. Mesmo q foram agressivos em algum momento, naum vi intenção ali de ferir ninguém naum. E querem saber… até minha irmãzinha de 4 anos desenha esse peixe. Ele é bonitinho pô, mas qq um pode chegar nesse resultado.

  23. Nina disse:

    O fato da sua irmãzinha de 4 anos fazer o peixinho não isenta o fato de continuar sendo um tipo de plágio. Isso é um argumento canhestro de quem não valoriza a profissão – então marcas de design simples não tem valor?

    E também nunca vi prazo ser justificativa de persistência no erro.

    Não posso acreditar que quem quantifica uma marca visual por partes – o que é importante é protegível e o que não é pode ser copiado por não ter relevância – seja um argumento de um profissional.

    O significado de uma marca não depende APENAS da sua aplicação, mas do seu conceito que PODE ou NÃO envolver aplicações. Senão começaremos a jogar briefings pela janela e criar “logotipos pra ir em caneca”, “logotipos pra ir em camisetas” só porque são bunitinhos, ignorando a propriedade alheia de outras marcas.

    Quantificar o que é importante e o que não é em um trabalho de design, e classificar o que não é como “uso público” é jogar o trabalho e o respeito pelo designer no lixo.

    E como designer com 15 anos de carreira, se não “incomodarmos” pelo uso indevido de nosso trabalho por terceiros, por menor que seja o detalhe, significa que não damos o mínimo valor pela carreira.

  24. Sara disse:

    Ei Nina!

    Eu num disse q a marca num tem valor.
    Só acho que ela é simples pô e que é fácil de chegar nesse resultado.
    Eu acho as duas marcas muito legais assim como o trabalho do faso e do pessoal q tá organizando esse R Design.
    Só não tou entendendo pq todo mundo só quer enxergar as coisas da ótica da marcamaria e não tenta também entender o pessoal q tá organizando esse R Design aê.
    Qto as aplicações pra mim justifica sim, mas mais ainda a finalidade q cada um tem.
    se vc acha q prazo num faz diferença então vc nunca pegou grande trabalho pra fazer e tb nunca organizou nada q precisasse ser feito pra ontem.
    os caras só querem fazer um encontro de estudantes legal pô.
    pq todo mundo aqui tá sendo tão intransigente e não procura entender o lado deles.

  25. Diego Moreira disse:

    Até agora não me pronunciei neste espaço para evitar mais discussão.
    Mais o que ocorre é que todos estão perdendo a noção de plágio, de imitação e de ações judiciais.
    As pessoas estão entrando na conversa sem ao menos conhecer toda a história e o processo de criação de ambos os lados.
    Somos 09 na Corde e todos nós sabemos como fomos honestos na criação da assinatura visual.
    Só acho que as pessoas que se dizem entendedores de criações e se dizem tão corretas e honestas prestem atenção a como agem.

    1º- foi aberto essa discussão sem ao menos sabermos da existencia da marcamaria

    2º fomos pressionados a fazer uma coisa que foi a retirada do peixe, sendo que qualquer entendedor de design sabe que não há justificativas para o que foi comentado, nos chamando de desonestos, etc.

    3º Estamos sendo constantemente ofendidos por e-maisl de pessoas que são amigos do dono damarcamaria, com palavras demasiadamente grosseiras e vai chegar uma hora que tudo vai tomar um rumo que não queremos.
    Temos inumeras pessoas que estão do nosso lado, mesmo não sendo amigas, mais que realmente conhecem o que pode ser considerado plágio. Mais em nenhum momento os membros do site e amigos do Faso estão recebendo e-mails que mostram a total falta de honestidade e respeito.

    4º Tudo isso só serviu para que aumentassem as nossas preocupações e dores de cabeça.
    E quem comenta aqui de forma chula e ignorante não sabe se quer o significado de respeitto e profissionalismo, então antes de qualquer coisa deve parar e raciocinar que profissionalismo (como comentei no outro tópico em outro lugar) não se limita a discussões sobre quem imitou quem, mais em como se fala, como se age e como se respeitam os profissionais da mesma área.

    Só tenho a dizer que eu me sinto tranquilo, não pela situação se passar por isso, mais por ter a certeza que fui mais honesto possível quando acompanhei todo processo de criação da assinatura do R Design. E sei que inumeros alunos serão beneficiados por esse evento passageiro por que estamos dando a nossa alma por isso.
    Em momento algum eu achei que devería-mos tirar o peixe por que foi resultado de várias e várias reuniões com todos os mebros.
    Só me admira a falta total de respeitos por pessoas que se dizem donas da verdade se sentindo vítimas de uma coisa que não tem pé nem cabeça (apenas tem olhos diferentes uma asa a mais, e objetivos totalmente diferentes)
    A sua identidade não foi afetada em nada disso e nunca vai ser, assim como nosso projeto, nosso evento, não vai ser afetado em nada.
    Apenas nos sentimos tristes e completamente ofendidos pela forma como tudo foi conduzido por vocês e como estamos sendo ofendidos por alguns que se acham tão corretos.

    O peixe continuará pelo simples fato de ter sido uma mera intriga do destino.
    E só estou aqui para mostrar a minha indignação pela atitude de muitos e dizer que esse assunto deveria ser encerrado a muito tempo, mas se continua é pelo fato de que sempre intrigas e fotocas e problemas sempre dão uma boa audiencia (como se fosse um big brother) – as pessoas adoram colocar lenha na fogueira só que dessa vez sem mesmo conhecer os personagens e saber o lado de cada um.

    Que fique uma dica: antes de ofender alguem, ou tentar prejuducar alguem, tenha certeza dos fatos, atente para o que acham correto e pensem que problemas as atitudes podem causar. E pensem em como anda o profissionalismo de cada um e ver se a maneira como estão agindo é mais correta que a nossa maneira de agir.

    “Nossa, achei ABSURDA a resposta que eles deram, de uma coisa, que, vamos convir, foi claramente cópia.
    É impossível uma coisa ser assim, tão exatamente igual e eles falarem que nem sabiam da existência da sua marca. Processo neles, viu. Eita.”

    Julia…
    Você sabe no que uma ação judicial pode causar. ? O processo – andamento da ação judicial, pode trazer problemas infintos para ambos os lados, tanto nossos e do lado do Faso.
    Então antes de dar essa dica analisa o caso de maneira profissional.
    Claramento cópia??? acompanhou nossas ações ao longo de toda criação para afirmar isso?
    Impossivel algo saie extamente igual???? primeiro não são exatamento iguais, nem precisa de técnica para enchergar isso só olhe e analise. E faz uma boa pesquisa e verá que elementos simples são costantemente usadas em marcas, ambas patentiadas, o que difere do caso atual é que o elemento usado para fins diferentes, ficou bem visivel facilitando a associação das duas.

    ABSURDO… Muita coisa eu acho absurdo também… todos acham algo absurdo, o que acho legal é a maneira como é colocado a indignação de cada um. A sua na minha opnião não foi em nada construtivo!

  26. .faso disse:

    E só para constar nos autos:

    1) Só dois amigos meus te enviaram mensagens, com cópia para mim e não foram agressivos.

    2) Para parar as brigas, por que eu já tenho o meu posicionamento, vou fechar o post para evitar mais ataques do lado deles e dos meus leitores – ok?

    Quem quiser falar com o tio .faso (coisa que ninguém fez até agora), me mandem um e-mail

    Abraços + saúde,

    .faso

Os comentários estão desativados.