Uma marca-viva permite coisas impressionantes!

Nesse final de semana prolongado, começou a rolar no Twitter uma singela brincadeira alusiva ao Dia das Crianças: colocar como imagem de avatar uma foto do twitteiro quando criança. Como o twitter do .marcamaria é corporativo, o avatar é ocupado pelo símbolo da marca, o Peixim Dourado, logo eu não poderia colocar uma foto minha na época de trufa de chocolate. Para não ficar fora, tive que criar uma nova imagem para ilustrar o avatar: um ovinho de peixei (ou caviar se você for comer) do Peixim.

Isso só é possível por um conceito pouco difundido no mundo das marcas: a marca-viva.

Marca-viva como o próprio nome sugere, é uma marca que funciona como um ser vivente, ou seja, ela é mutável. Mas não mutável na forma como a Nickelodeon faz (com vários tipos de aplicações e formas. Veja esse post do Com Limão que você entenderá melhor). Uma marca-viva nasce, cresce e -por que não- morre como todos nós.

Você deve estar pensando que a marca-viva é nada mais que um mascote. Até certo ponto ela é, mas o principal diferença é que o mascote consegue se dissociar do Microverso da Marca (o mundo imaginário na qual a marca foi construída) criando o seu próprio universo, enquanto uma marca-viva está presa nesse mundo. Traduzindo: eu não poderia criar as aventuras do Peixim Dourado, criando irmãozinhos  e uma família para ele., pois assim ele se transformaria em um personagem/mascote.

O exemplo que descrevi no começo do post é um grande exemplo de como o símbolo do .marcamaria está preso ao Microverso da Marca: se eu precisava mostrar um avatar com foto de bebê, tive que recorrer a qual tipo de ser seria o símbolo se ele fosse criança. Por ser um peixe, a forma mais reconhecível seria uma ova/ovo, mas mantendo as características do símbolo original.

Trabalhar com marcas-vivas dá mais trabalho, mas o leque de opções para interação com o público fruidor é impressionante!

Um super abraço,

tio .faso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *