Fetichismo na bonecagem

Ilustras e moldes do sex slave

Não sei bem ao certo o motivo, mas tenho uma mania de ficar desenhando escravinhos sexuais. Não que eu seja fetichista ou queira participar de sessões de submissão, mas acho que a estética de couro e máscaras combina muito bem com personagens lúdicos. Por isso resolvi encarar o desafio de fazer o moçoilo aí em cima.

O desenhei em setembro do ano passado e volta e meia me dava vontade de bonecar o bichinho.  Fuçando em minhas gavetas, encontrei um zíper preto que acabou sendo a “metragem base” do boneco. Ele terá 28×17,8 cm de altura. Vou misturar técnicas em sua feitura, como bordado, pintura e modelagem (algo inédito para mim).  Assim como no desenho (clique na imagem para ampliar) ele vai ter um macacão de cetim preto como roupa. Vou fazer as munhequeiras de pelúcia preta.

Como quero que ele tenha estrutura, precisei fazer um pé para ele pode se estabilizar. Aproveitei fiz uma mão com dedos e irei alterar os olhos e a boca, mas ainda não sei como será. Vou tentar dedicar 2h por dia nele, assim não deixo a peteca cair.

Ah! Quase me esqueci: pela primeira vez ele não nasceu com nome. Aceito sugestões.

Um super abraço,

tio .faso

4 comentários sobre “Fetichismo na bonecagem

  1. Márcia Ramos disse:

    Que tal… hmmm… Sadô? E aí vc faz uma mulher bem má, chamada Masô (e tem que ser ruiva), com um chicote e tudo!!!

    “Sadô! Vem cá lamber minhas botas! Mas venha rastejando como uma minhoca. ” *Cara de falso-tédio*

    “Sim sim, minha Mestra!!” *babando um tantinho, olhinho direito meio caolho girando de excitação* :P~

    PS: andei fuçando o site, adorei as jujubas e decidi participar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *