.fasoskine – o meu sketchbook

Segundo .fasoskine, meu sketch book

Os caderninhos de rabisco do tio .faso que você pode fazer também.

Me perguntaram no post anterior (oi Eder! X) ) e achei que era mais pertinente responder através de um post: “tio .faso, você compra seus sketchbooks ou você mesmo faz?”

Para complicar e ampliar a resposta, digo: faço os meus próprios cadernos e você também pode fazer o seu.

Como o tio .faso aqui gosta de complicar um pouco as coisas, há um bom tempo que eu não compro um caderninho de desenho. Por ser muito curioso, aprendi a encadernar -porcamente- livros e, depois de me deparar com o preço de um moleskine, mostrei uma banana para o danado e resolvi fazer os meus próprios.

Capa do meu penúltimo .fasoskine

Capa do meu penúltimo .fasoskine

Por fazer os meus próprios cadernos, eu escolho do começo ao fim como eles serão. Nesse de capa rosa eu combinei diversos tipos de papéis, que me levaram a ir além do modo que eu estava acostumado a trabalhar (usando cores e tintas, p.e.). Abaixo tem um pequeno vídeo do interior do mesmo:



Mas tio, por que você não vende eles?

Sempre me perguntam isso, mas (talvez) a realidade é que fazer um caderninho desse é algo tão especial para mim que eu não consigo me ver vendendo isso. Além do fato de eles não estarem tão bem feitos.

Mas para quem quiser brincar, eu ensinei a fazer .fasoskines lá no Superziper. Aventure-se!! X)

E com vocês, meu novo .fasoskine!

Demorou um pouco, errei uma capa e refiz tudo novamente, mas eis a prévia do meu novo sketchbook, nomeado de “o big bang mini-mi”

Capa do meu novo .fasoskine

Capa do meu novo .fasoskine

Acordei hoje com essa idéia de fazer do M do logo do mini-mi um “olho que tudo vê” – uma espécie de Deus sapeca do mundo dos mini-mis. Visite o flickr para ver as notas sobre cada um dos personagens que aparecem na capa.

Não sei se vocês gostaram da imagem (eu gostei e muito), mas se quiserem eu faço uma versão mais complexa para papel de parede do computador – o que você acham?

Um super abraço,

tio .faso

11 comentários sobre “.fasoskine – o meu sketchbook

  1. Dehb disse:

    Nooossa são sempre lindos os fasoskines , que invejinha!!!
    Pra falar a verdade eu tinha visto no Superziper , mas um pequeno detalhe me martelou na cabeça: como faz pra costurar? Não consegui entender de jeito nenhum procurei em outros sites e tal e peguei uma noçãozinha , mas ainda nao entrou na minha cabeça… (racicionio lerdo) teria como dar uma explicadinha mais slow motion? hehehehehe
    beijos Tio Faso , admiro muito o teu talento!

  2. Paulinha disse:

    Ah, eu adorei… e curti muito a idéia do papel de parede, estarei esperando!!!
    Meu note pra mesmo precisando de uma cara nova! :)
    Mais uma vez parabéns por estas mãos abençoadas!
    beijos

  3. Aline disse:

    Tio Faso,

    Primeiro de tudo gostaria de deixar registrado aqui que sou uma fã incondicional de sua arte!

    Venho aqui no seu cantinho todo dia , me divirto e me emociono com suas lindas historinhas.

    Mas, vamos ao que interessa…tenho uma dúvida:

    Essas ilustrações que você fez no tecido do Fasoskine, foram com caneta ou tinta??

    Muitos beijos de uma pessoa que te admira MUITO!

    Aline Maia

  4. .faso disse:

    DEHB – Obrigado! Vou tentar fazer um vídeo ou algo do tipo para explicar como se costura um caderno, pois assim como você descobriu, é complicado achar algo na net (também tive que errar muito até acertar – minha salvação foi a Sra. .marcamaria)
    CAROL CARACOL – Pior que não. Na época em que eu fiz esse caderno do vídeo, o .marcamaria ainda estava no meu quarto. Esse “TUM-TUM-TUM” era o raio de uma reforma 3 andares acima. ¬¬’
    ALINE – para agilizar, os traços pretos eu fiz com caneta de tecido (Acrilpen da Acrilex). Antes disso eu fiz o rascunho com lápis de alfaiate (que some com a manipulação).

    A pintura do M que tudo vê foi uma experiência… cruzei guache magenta com tinta acrílica de tecido, pois eu não acertava o tom apenas usando as cores primárias.

    Espero ter respondido tudo.

    Um super abraço e muito obrigado a todos,

    tio .faso

  5. Lucas Ed. disse:

    Beleza, .faso?
    Cara, eu também, assim como você, me metia fazer os meus próprios sketchbooks depois de tomar conhecimento dos preços de moleskines por aí. Eu chamo os meus de “pobreskines”.
    Agora, duas questoões:

    1) eu fiquei com a impressão de que a encadernação do caderno q vc fez pro Super Ziper é diferente da encadernação do sketchbook de capa rosa. Digo por aquele pano meio amarelo q está aparecendo furtivamente na lombada do cor-de-rosa. Estou certo? Como foi?

    2) Como vc faz para que as folhas fiquem alinhadas certinho? É, pq como os cadernos do miolo são feitos com as folhas dobradas, é normal que as folhas mais internas pareçam maiores do que as folhas mais internas de cada caderno…. Eu já tentei acertá-las no estilete, mas é difícil fazer certinho, sem encher tudo de curvas. Ultimamente eu tenho lixado com uma lixa d’água bem fina, mas é beeeeeem demorado e cansativo.

    Abraço,

  6. Pingback: Scketchbook «

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *