Uma carta aberta: como a depressão quase acabou com um sonho

Tuu fantasiado de .marcamaria

Não sei bem como começar essa conversa, mas preciso sem franco com todo mundo que faz parte desse pequeno sonho jujubento.

Amigos, clientes e todo mundo mais que acompanha o meu trabalho já deve ter percebido que por várias vezes eu “sumo” do mundo, passando um bom tempo sem dar sinal de vida. Esses meus “sumiços” são sinais de algo que até pouco tempo era difícil de eu admitir abertamente: sofro de depressão.

Continuar lendo